Covid-19: Edison Cordeiro defende o presidente Bolsonaro - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Cordeiro copiou projeto de deputada do seu partido - Foto: Reprodução

Covid-19: Edison Cordeiro defende o presidente Bolsonaro

Vereador usou a Tribuna da Câmara nesta quinta-feira (4) para fazer defesa do presidente cujo filho comprou mansão de R$ 6 milhões e é filiado ao seu partido

Cachoeirinha – O vereador Edison Cordeiro usou a Tribuna da Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (4) para sair em defesa do presidente Jair Bolsonaro, chamado momentos antes de genocida pelo petista David Almansa. O petista destacou que Bolsonaro pouco tem feito para liderar o povo brasileiro neste momento mais dramático da pandemia e sequer toma medidas para garantir a vacinação em massa da população.

Publicidade

Cordeiro, que é filiado ao Republicanos, mesmo partido do filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro, investigado por suposta rachadinha e que comprou uma mansão de R$ 6 milhões em Brasília, destacou que o foco devem ser ações para proporcionar atendimento a pacientes, como Canoas fez criando UTIs móveis em duas UPAs, e não críticas ao que o presidente Bolsonaro não tem feito.

Ele, contudo, não fez nenhuma referência ao esforço que a Prefeitura fez para manter o Hospital de Campanha em funcionamento por mais 30 dias.

O vereador, que é pastor da Igreja Universal, usou boa parte do seus seis minutos para criticar opinião do colunista de oreporter.net, Roque Lopes, sobre o projeto indicativo do parlamentar autorizando a prefeitura a fazer convênio para a compra de vacinas. Chegou a chamar o jornalista de “abostado”, e ainda disse que ele “não vale um prato de comida”.

Publicidade

O prefeito Miki Breier já aderiu a uma iniciativa da Frente Nacional dos Prefeitos que vai elaborar um modelo padrão de autorização a ser analisado pela Câmara de Vereadores. O projeto indicativo do vereador, conforme o colunista, serviu apenas para ele se aproveitar de uma oportunidade e tirar proveito político.

Ouvido pela reportagem, o colunista Roque Lopes disse apenas que o vereador não sabe respeitar a opinião de quem o critica e que “apesar de ser um homem de Deus extrapola o limite do aceitável”.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.