Stédile deixa a presidência do PSB Estadual - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
A mudança foi neste final de semana - Foto: PSB/Divulgação

Stédile deixa a presidência do PSB Estadual

Foram dois dias de debates para estabelecer metas e prazos. Este foi o principal objetivo da reunião de planejamento para 2019 da Executiva Estadual do PSB/RS realizada nos dias 9 e 10 de fevereiro, na sede do
partido, em Porto Alegre. O intuito é fortalecer a legenda no estado e prepará-la para as eleições de 2020 e 2022, reforçando suas nominatas para oferecer ao eleitor alternativas qualificadas.

Na abertura ocorreu a reunião ordinária da Executiva com discussões sobre a atual conjuntura política. Na ocasião o presidente José Stédile apresentou o seu pedido de licença para se dedicar exclusivamente ao trabalho na Secretaria Estadual de Obras e Habitação. Ele assumiu a titularidade da pasta no dia 1º de fevereiro.

Com isso o primeiro vice-presidente e coordenador da bancada na Assembleia Legislativa, Mário Sander Bruck, assume interinamente a presidência do PSB/RS. “Tenho certeza que o Mário Bruck irá exercer o cargo com muita competência, dando sequência às ações desenvolvidas. Este é um ano muito importante para o PSB se fortalecer. Sigo contribuindo e trabalhando para o crescimento do nosso partido”, justificou Stédile.

Em seguida Lúcio Almeida Hecktheur apresentou o Projeto Partidário e Eleitoral do PSB/RS para Eleições Futuras. O resultado é fruto do estudo de uma comissão formada para elaborar o planejamento. O grupo é composto por Hecktheur, Junico Antunes, Ernani Heberle, Mário Bruck e Anselmo Piovesan, todos filiados ao partido.

A primeira parte foi dedicada ao levantamento da atual situação do partido no estado. Número de filiados, diretórios e resultados eleitorais, entre outros dados. Na segunda parte foram apresentadas propostas de projetos partidários nas áreas de comunicação, regionalização, expansão, formação política, gestão e segmentos.

O objetivo é oferecer estrutura para reforçar os diretórios existentes ou implantá-los nos municípios que ainda não contam com a sigla.  Também foram abordadas as estratégias e metas para o partido visando as eleições de 2020 e 2022. A finalidade é aumentar o número de candidaturas socialistas em todo estado. O tesoureiro Anselmo Piovesan fez uma explanação da situação financeira do partido.

O presidente em exercício, Mário Bruck, reforçou que o PSB precisa criar um marca que o diferencie dos demais partidos. Ele classificou a reunião como muito produtiva. “O sucesso do PSB depende de todos nós, queremos
construir um partido capaz de atender às expectativas de uma nova politica, e ter a sensibilidade para ouvir às vozes das ruas e comprometido com políticas públicas de gestão, eficiência e inclusão.

Compartilhe essa notícia