Fearg consolida projeto da nova Rota Turística em Gravataí - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Gravataí na rota do Turismo Rural - Foto: Divulgação/PMG

Fearg consolida projeto da nova Rota Turística em Gravataí

O projeto que visa colocar a cidade na Rota Turística foi apresentado durante a 7º Fearg

Gravataí – A 7ª Feira Agro Rural e Turística de Gravataí (Fearg) não foi apenas uma explosão de público, com a movimentação de mais de 25 mil pessoas no Distrito da Morungava, realizada de quinta a domingo (11). Marcou definitivamente o alinhamento de um dos projetos mais ousados nesses sete anos da administração do prefeito Marco Alba, a criação da Rota Turística de Gravataí – um novo caminho para a Serra Gaúcha. É ousado porque mira em um mercado que em 2018 respondeu por US$ 152,5 bilhões (8,1%) do PIB nacional. 

 “Estamos organizando um ambiente econômico favorável, investindo pesado em infraestrutura, fazendo as amarras dos setores que compõem essa cadeia produtiva”, anunciou o prefeito durante a 7ª Feira Agro Rural e Turística de Gravataí (Fearg), que ocorreu no último fim de semana. 

Na reunião com pequenos produtores rurais, no sábado à tarde, que marcou a retomada no município do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), em parceria com o governo federal, através do Ministério da Cidadania, o prefeito foi claro em seu recado: “Não vendam suas terras, não saiam daqui, porque um novo projeto econômico e sustentável vai mudar o perfil desta região”. Dos 500 quilômetros quadrados de área geográfica do município, 65% estão na zona rural, sendo duas mil famílias de produtores rurais com talão de nota ativo. 

E não é coisa de “governo vai…”. É coisa de “governo está fazendo”. Tudo se inicia com a pavimentação dos mais de 7 km da Estrada Arthur José Soares (em andamento), saindo da Freeway à esquerda, no trevo da GM, e passando pela futura Estrada de Ligação, para então atravessar a ERS-030. Um detalhe: a partir de agosto do próximo ano, a praça de pedágio de Gravataí sai do km 77 e vai para o km 60. Vai desonerar não apenas os moradores de Gravataí, mas também os milhares de turistas que passarão a usar o novo caminho para a Serra Gaúcha. 

Na Rota Turística, os viajantes cruzarão pelo distrito de Morungava, com suas belas paisagens rurais. “Não queremos concorrer com a Serra Gaúcha, que tem outro perfil de investimento no turismo, mas queremos ser parte desse setor da economia que mais cresce no mundo”, disse o prefeito. “O turismo mundial vai crescer entre 3% e 4% em 2019, conforme previsão da Organização Mundial do Turismo (OMT)”, reforçou o prefeito. “Na lógica da produção industrial, a mão de obra será cada vez mais escassa, e nós, em Gravataí, que temos essa matriz industrial, precisamos lançar olhos nesse futuro de possibilidades”, disse ele. 

Não por acaso, a Fearg, há três anos, incorporou o turismo, passando a ser Feira Agro Rural e Turística de Gravataí, organizada em conjunto entre as secretarias municipais de Agricultura (SMA) e de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Smdet). “São ações complementares, unindo duas cadeias, a produção rural, basicamente em sua estrutura familiar, e o potencial turístico”, reforçou o prefeito. Há ainda o componente histórico, com o município reconhecendo a valorizando suas raízes missioneiras, no projeto Gravataí Missioneira, um dos destaques nesta edição da Fearg, em uma parceria que envolve a Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Lazer (SMCEL).  

“Está nascendo aqui uma nova indústria, que, no lugar de máquinas, será movimentada pela força do trabalho do produtor rural”, ressaltou o prefeito.

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.