“Ele está brincando de presidir a Câmara” - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Presidente da Câmara estaria brincando, segundo vereador - Foto: Roque Lopes/arquivo

“Ele está brincando de presidir a Câmara”

Afirmação é do vereador Joaquim Fortunato depois que o presidente da Câmara cancelou a Sessão Extraordinária desta quinta para fazer uma higienização às pressas

Cachoeirinha – O presidente da Câmara de Vereadores, Edison Cordeiro, distribuiu há pouco um memorando aos vereadores comunicando que a Sessão Extraordinária convocada para a tarde desta quinta-feira, para a continuidade da leitura do relatório da CPI dos controladores de velocidade, foi cancelada. O motivo é a necessidade de ser feita uma higienização no Plenário e demais instalações utilizadas pelos parlamentares e assessores.

Publicidade

A Sessão Extraordinária foi convocada no final da Sessão da última terça atendendo pedido do vereador Fernando Medeiros. Ele argumentou que matéria não vencida em uma Sessão Extraordinária deveria ser apreciada em Sessões Extraordinárias e não somente nas que acontecem todas as terças-feiras.

Fernando entrou em contato com o presidente sugerindo que a higienização seja feita na parte da manhã ou na sexta-feira para não inviabilizar a Sessão. “Eu vou lá na Câmara para ver se falo pessoalmente com ele”, disse. Até a publicação desta matéria, Fernando ainda não havia obtido uma posição do presidente.

O vereador Joaquim Fortunato considerou a higienização marcada às pressas como uma manobra de Edison Cordeiro, que é oposição ao Governo, para continuar prejudicando a população. “Ele está brincando de ser presidente. A Câmara não funciona há quatro meses. É só leitura de relatório de CPIs. Temos vários projetos da Prefeitura importantes para a população que não são votados. Temos projetos da área da saúde para votar. É brincadeira o que ele está fazendo. Não tenho nenhuma dúvida que essa higienização foi uma manobra para cancelar a Sessão”, criticou.

Publicidade

A reportagem entrou em contato com Cordeiro, mas ele não respondeu a mensagem. Já a assessoria de imprensa explicou que será feita a higienização do Plenário, assistência e antessala. O trabalho será executado pela empresa terceirizada que já presta serviço para o Legislativo. Questionada se o trabalho não poderia ser feito na parte da manhã, a assessoria respondeu que “não teria tempo hábil, sem falar que os estofados podem ficar úmidos. Sem contar que a higienização do local, visto que circularam mais de 60 pessoas entre a assessoria e os vereadores, é necessária para fins de prevenção.”

Desde o reinício dos trabalhos esse ano, a Câmara não votou nenhum projeto da Prefeitura e tem se dedicado somente a apreciação de relatórios de duas CPIs. Um já foi derrubado e o dos controlares vem se arrastando. Sem que ele seja votado, demais projetos importantes para a comunidade não podem ser executados, deixando a Prefeitura parada.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.