Templates by BIGtheme NET
Home / SEGURANÇA / DEIC fecha desmanche no Bom Principio em Gravataí
Diversos veículos foram vistoriados-Foto: PC/Divulgação

DEIC fecha desmanche no Bom Principio em Gravataí


No local foram encontrado diversas peças e componentes com numeração suprimida apreendidas


Polícia Civil e Corregedoria do Detran inspecionam Centro de Desmanche de Veículos no bairro Bom Princípio, em Gravataí. Preso em flagrante proprietário por adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Diversas peças e componentes com numeração suprimida apreendidas.

A Polícia Civil Gaúcha, por intermédio da Delegacia Especializada na Repressão aos crimes de Roubo de Veículos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais, coordenada pelos Delegados Marco Guns e Rafael Liedtke, em ação conjunta com a Corregedoria-Geral do Detran, efetuaram, nessa sexta-feira (08), a fiscalização de um estabelecimento comercial especializado em desmanche de veículos automotores, na cidade de Gravataí.

Publicidade

Durante a diligência policial, decorrente do recebimento de denúncia dando conta da possível existência de peças oriundas de veículos furtados/roubados no local, os policiais civis localizaram e apreenderam longarinas de caminhões, as quais estavam com numeração de chassi suprimida, além de bloco de motor também com numeração raspada, resultando na prisão em flagrante do proprietário de 41 anos de idade.

Segundo os Delegados, a Especializada realiza ações pontuais diárias contra alvos qualificados, bem como grandes investigações, como planejamento de combate ao roubo, receptação e adulteração de sinais identificadores de veículos no Estado. O local inspecionado hoje fica na Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira, na parada 63, no município de Gravataí.

A Corregedoria do Detran procederá à instauração de procedimento administrativo, para apurar as irregularidades encontradas, porquanto localizadas peças de veículos automotores sem procedência e sem numeração identificadora.

O preso está sendo autuado em flagrante na sede do DEIC, na Especialiazada de Repressão aos Crimes de Roubo de Veículos, pela prática do delito de adulteração de sinal identificador (artigo 311 do CP, com pena máxima de até 6 anos de reclusão). Após trâmites legais, será encaminhado ao Sistema Carcerário gaúcho, ficando à disposição da Justiça Pública.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.