Canil Municipal castrou mais de mil animais em agosto - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Cuidando do bem-estar animal - Foto: Douglas Glier Schütz /PMG

Canil Municipal castrou mais de mil animais em agosto

Serviço de controle populacional é feito em cães e gatos durante todo o ano

Gravataí – O carinho e o cuidado com os animais ficam claros para quem vai até o Canil Municipal de Gravataí. O local, que abriga 308 cães, 22 cavalos, 13 gatos e uma porca, oferece de forma gratuita, serviço de castração, consulta e cirurgias. Em agosto foram 1.114 castrações e 318 procedimentos cirúrgicos. Coordenado pela Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMMA), o espaço também é um refúgio para os bichinhos que esperam pela adoção.

Com uma população de aproximadamente 70 mil cachorros, Gravataí investe na conscientização sobre a importância da castração. O atendimento de segunda a sexta-feira ajuda a diminuir o número de animais abandonados e a superpopulação de cães e gatos. Para Geise Silva o serviço é essencial. “A castração é muito importante, ela evita o sofrimento do animal. Além disso, diminui o número de animais na rua. Pra nós, que não temos condições de pagar esse procedimento, é uma oportunidade para cuidar deles. Precisamos nos conscientizar sobre esse assunto”, contou Geise, que levou as gatas Talita e Tita e o gato Guri para serem castrados.

Castração, cirurgia e consultas

Muitos mitos e dúvidas surgem a respeito da castração. A Arca Brasil – Associação Humanitária de Proteção e Bem-Estar Animal, explica um pouco sobre essa cirurgia. Feita de forma simples indolor, é uma forma de evitar a procriação descontrolada e o sofrimento dos animais.  Podendo ser feita a partir dos dois meses e antes do primeiro cio da fêmea, o procedimento é de baixo risco e o bichinho se recupera em dois ou três dias.

Ao contrário do que se pensa, essa técnica não engorda e o cachorro ou gato não ficarão menos ativos, só precisarão de outras atividades, já que não procurarão sair para procurar parceiros. Os benefícios são diversos, desde a diminuição do risco de doenças nas vias uterinas e prevenção do aparecimento de tumores de mama, útero, próstata e testículos, até a diminuição de briga e também ajuda na diminuição daquele desagradável hábito dos cachorros de urinarem em paredes e móveis para marcar território.

Para ter acesso aos serviços e procedimentos, que são oferecidos de graça, é necessário ter a documentação necessária em mãos quando for até o Canil. A pessoa precisa comprovar, por meio de contracheque, uma renda de até dois salários mínimo, apresentar comprovante de residência (água ou luz), com endereço de Gravataí, e o RG.

O Canil Municipal funciona das 9h às 16h, na Estrada Cabeleira Bitelo, 271, na Costa do Ipiranga. Os números de telefone para saber sobre trabalho voluntário, doações ou realização de castração são (51) 99226-5955 ou (51) 3191-4947.

Ganhando um novo companheiro

Apesar de fazer um trabalho exemplar, o Canil é apenas uma casa de passagem para os animais. A adoção é uma prática incentivada pela coordenação do local. Além de não incentivar o comércio de pets, que muitas vezes prejudica as mamães, é um lindo gesto de carinho. Cheios de amor para dar, os cachorros, gatos e cavalos do Canil chegaram lá muitas vezes por maus-tratos ou abandono. Grandes, pequenos, de raça ou vira-lata, todos têm a expectativa de terem uma nova casa.

Para adotar é necessário ser maior de 18 anos, apresentar comprovante de residência e assinar um termo de compromisso. Dentro do processo de adoção está prevista uma visita à casa de quem quer ter um bichinho ao seu lado. Dessa forma o animal e a pessoa estarão seguros de uma amizade longa e duradoura.

Uma pata lava a outra

Com um repasse de R$75 mil mensais, o Canil disponibiliza muitos serviços e mantém um grande número de animais. No mês de agosto foram mais de 300 consultas e 1.114 castrações gratuitas. Mesmo recebendo dinheiro da Prefeitura, o Canil aceita doações e a ajuda da comunidade. A diretora do bem-estar animal, Márcia Becker, fala da importância das doações. “Só na última quarta-feira nós castramos 147 gatas e gatos. Esse é um serviço disponibilizado de forma gratuita. Toda ajuda é bem-vinda para continuarmos fazendo esse trabalho. Aceitamos doações de jornal, papelão, cobertas e ração em lata. Quem quiser fazer trabalho voluntário também pode”.

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.