O que você precisa saber sobre a volta às aulas nesta quinta em Cachoeirinha - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Rosinha destaca que segurança sanitária é fundamental - Foto: Divulgação

O que você precisa saber sobre a volta às aulas nesta quinta em Cachoeirinha

Pais podem decidir se optam pelo ensino presencial ou à distância, conforme sistema híbrido definido

Cachoeirinha – O retorno às aulas do ensino fundamental na rede municipal de ensino em Cachoeirinha, incluindo a Educação de Jovens e Adultos, acontece nesta quinta-feira (18) seguindo protocolos de segurança sanitária. O ensino infantil retomou as atividades no último dia 8 e no total cerca de 13 mil alunos retomam as atividades na cidade e na forma híbrida. Isto significa que os pais não são obrigados a enviarem os alunos para as escolas, mas devem se responsabilizar por fazer a coleta de materiais quando necessário.

Publicidade

Cada escola, conforme a secretária de Educação, Rosinha Lippert, teve autonomia para definir com os pais suas regras seguindo um protocolo geral definido em decreto. A adesão de pais e responsáveis não foi muito grande nas reuniões promovidas pelas direções e saber como vão se comportar vai depender do que vai acontecer nesta quinta-feira.

A retomada das atividades segue regras sanitárias rígidas e tudo foi acompanhado pelo Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE) que conta com profissionais da Educação e Saúde. Cada educandário também possui seu COE. Conforme a secretária, as direções elaboraram seus protocolos e enviaram para avaliação. Todas as escolas foram visitadas e ajustes, quando foram necessários, foram solicitados.

A rede não completamente preparada em termos de estrutura. Rosinha revela que dois temporais causaram danos nos telhados de oito escolas. A contratação dos consertos está em andamento depois de uma avaliação se não era necessário fazer também reparo na estrutura de madeira que sustenta as telhas.

Publicidade

A escola Jesus de Nazaré, que atende a educação infantil, vem tendo aulas apenas remota porque os danos no telhado foram grandes. Já no ensino fundamental, a escola Deolinda Caetano Goulart ainda está em fase de construção da cobertura do pátio. A obra não foi executada antes por dificuldades em encontrar empresa interessada na licitação.

A limpeza dos pátios de todas as escolas deve estar concluída até sexta-feira. A desratização já foi executada em todos os prédios e a limpeza das caixas de água deverá estar concluída na sexta-feira. Rosinha destaca que é natural haver uma degradação quando qualquer espaço fica fechado muito tempo, como aconteceu com a rede municipal fechada há quase um ano por conta da pandemia. “Preferimos deixar esta limpeza para os últimos dias, até porque a grama, por exemplo, com chuva e sol, como vem acontecendo, cresce muito rápido. Mas até sexta, o que ainda não foi executado, estará pronto”, afirma.

A parte da higienização e refeições foi terceirizada. A empresa Infinit foi a vencedora da licitação e nesta quarta-feira (17) chegou a fazer um mutirão para contratação de pessoal. Rosinha salienta que até sexta-feira todas as equipes estão completas.

Sobra os Equipamentos de Proteção Pessoal (EPIs), como máscaras, a secretária destaca que as escolas, com os repasses trimestrais, foram orientadas a fazerem as compras no ano passado. A secretaria também fez compras para suprir eventual falta em algum educandário.

A alimentação das crianças também foi pensada. Por enquanto, somente os alunos cujos pais e responsáveis optarem pelo ensino presencial, serão contemplados com a refeição na própria escola. “A refeição é para o aluno e não para a família. No ano passado, a secretaria providenciou kits de alimentação e foram distribuídos. Esse ano vamos aguardar para ver como vão ser esses primeiros dias para depois definirmos como poderemos atender os alunos que terão apenas aulas remotas”, explica.

A evasão escolar é outra preocupação da secretaria. No ano passado, revela a secretária, foram constatadas 64 ausências depois de um trabalho de busca ativa dos pais e responsáveis envolvendo o Conselho Tutelar. A procura por estes alunos continua esse ano e também serão acrescentados os que não retomarem as atividades nesta quinta.

Rosinha salienta ser importante pais e responsáveis que não participaram das reuniões nas escolas procurarem as direções para saber como vai funcionar o retorno às aulas. A secretária destaca ainda que todo o planejamento feito nas últimas semanas será mantido, apesar de o Governo do Estado ter permitido, através de decreto, o uso de um espaço físico superior a 50% das salas, respeitando o distanciamento entre estudantes. “Vamos manter o que foi executado até o momento para evitar dúvidas e conforme o andamento vamos fazer ajustes, se necessários”, diz.

Principais orientações que deverão ser cumpridas

Publicidade
  • Lotação de no máximo 50% do espaço físico das salas
  • Distanciamento de 1,5 metros dentro da sala
  • Distanciamento de 2 metros em refeitórios
  • Evitar contato entre turmas. Não podem frequentar espaços comuns no mesmo horário, como nos intervalos
  • Alunos não podem ficar em espaços comuns. Devem chegar no horário determinado e irem direto para a sala
  • Atividades físicas deverão respeitar 1,5 metro de distanciamento e, preferencialmente, ao aro livre
  • Professores devem circular o mínimo possível
  • Pais e responsáveis não podem acessar as escolas, exceto em casos de necessidade, como de adaptação na educação infantil ou em caso de emergência
  • Os ambientes devem ser higienizados
  • O uso da máscara é recomendado
  • Transporte escolar deve ser com no máximo 50% da capacidade do veículo. Alunos deem usar máscara e deve haver álcool em gel. A cada turno, o espaço deve ser higienizado.
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.