Miki recorre novamente para voltar à Bandeira Laranja - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí

Miki recorre novamente para voltar à Bandeira Laranja

Cachoeirinha busca a flexibilização das regras permitindo a abertura das atividades não essenciais. Cidade está na Bandeira Vermelha decretada para a região Porto Alegre

Cachoeirinha – A Prefeitura de Cachoeirinha protocolou no último sábado (04), mais um recurso administrativo junto ao ao Governo do Estado com o pedido de reconsideração do decreto de Bandeira Vermelha para a cidade, anunciado na sexta-feira, dia 03, para a flexibilização das regras permitindo a abertura das atividades não essenciais com a adoção da Bandeira Laranja na 9ª rodada do Distanciamento Controlado. Ao todo, 37 cidades gaúchas entram com pedido de revisão.

Publicidade

No documento enviado ao Executivo gaúcho, a Prefeitura de Cachoeirinha argumenta que a cidade está preparada para o enfrentamento da Pandemia de Covid-19 e tem à disposição o Hospital de Campanha, cujos índices de ocupação e de utilização estão ainda distantes de um limite crítico. A estrutura conta com 63 leitos, todos cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Internações (Gerint), sendo: 12 de isolamento com pontos de O2 de média complexidade; 8 unidades de tratamento intensivo com ventiladores mecânicos para alta complexidade; e mais 43 de enfermaria, para casos de baixa complexidade.

No sábado, estavam sendo ocupados cinco leitos de média complexidade. Desde o início da pandemia, foram 32 pacientes de internados no Hospital de Campanha sendo que apenas três necessitaram de internação em leito de Unidade de Terapia Intensiva com ventilação mecânica. Outro aspecto apresentado no documento é que dos 477 casos confirmados de coronavírus, 325 já estão recuperados, 68%. Com sete óbitos, conforme o Boletim Epidemiológico do dia 03, sexta-feira, a cidade tem uma incidência de 5.37 casos para 100.000 habitantes. 

O recurso apresentado para o Governo do Estado, lembra ainda que Cachoeirinha tem seu Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, trabalha de forma coordenada ações de conscientização através da comunicação e de vigilância e orientação, com as equipes de Agentes de Trânsito e Guarda Municipal, inclusive com a participação do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar. No âmbito legal, a cidade tem editado, desde o início de março, os decretos necessários para regular as condutas e seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Publicidade

A resposta do Estado deve ser divulgada no final da tarde desta segunda-feira, dia 06, quando o Gabinete de Crise estadual analisará os dados enviados, rodará o mapa novamente e divulgará as bandeiras definitivas que serão vigentes de 07 a 13 de julho. Cachoeirinha está com a Bandeira Vermelha decretada pelo Estado desde 20 de junho, quando também buscou juridicamente a reavaliação da determinação.

Metade das regiões ficaram em vermelho no mapa preliminar da 9ª rodada do Distanciamento Controlado Conforme o Governo do Estado, com a piora nos indicadores de propagação da Covid-19 e da ocupação de leitos, a atualização preliminar da 9ª rodada do Distanciamento Controlado indica que 10 regiões estão com risco alto, por isso, receberam bandeira vermelha. Embora representem metade das 20 regiões usadas no modelo, somam 73,4% da população gaúcha (8.310.854 habitantes). Na rodada anterior, eram seis regiões, que representavam 46,1% dos gaúchos. As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (6). As outras 10 regiões ficaram com laranja (risco médio).

O Estado segue sem registro de bandeira preta (risco altíssimo), mas, pela primeira vez, nenhuma região foi classificada em amarelo (risco baixo). O mapa divulgado pelo governo está disponível em https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

PRINCIPAIS DADOS DA 9ª RODADA

• O número de novos registros de hospitalizações Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG) de confirmados Covid-19 aumentou 19% entre as duas últimas semanas (611 para 729);

• O número de internados em UTI por SRAG aumentou 27% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (459 para 582);

• O número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 16% entre as duas últimas quintas-feiras (478 para 554);

• O número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 36% entre as duas últimas quintas-feiras (307 para 418);

• O número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 5% entre as duas últimas quintas-feiras (de 624 para 653);

• O número de óbitos por Covid-19 aumentou 15% entre as duas últimas quintas-feiras (de 120 para 138);

• As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (227), Novo Hamburgo (91) Caxias do Sul (83), Passo Fundo (69) e Canoas (64).

Publicidade

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.