Máscaras que protegem na pandemia e denunciam violência contra mulher - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Máscara roxa para denunciar a violência e alimentar mulheres em vulnerabilidade - Foto: Álbum Pessoal

Máscaras que protegem na pandemia e denunciam violência contra mulher

Associação lançou campanha para arrecadar alimentos em benefício de mulheres em situação vulnerável

Cachoeirinha – Trocar alimentos por máscara que protege contra o novo Coronavírus, mas que também serve como alerta para que se denuncie violência cometida contra mulheres através do Disque 180. Foi assim que a Associação de Justiça e Apoio às Mulheres (AJAM), lançou uma campanha em parceria com o Comandante do 26° BPM, Tenente-Coronel Ramos, bastante adequada para o momento de pandemia, onde máscaras podem ser adquiridas através da doação de alimentos não perecíveis.

Publicidade
Alimentos adquiridos através da troca pelas máscaras feitas pela AJAM – Foto: Álbum Pessoal

Segundo Sueme Pompeo de Mattos, advogada e presidente da AJAM, o objetivo da campanha e fazer um alerta para que a violência seja denunciada e arrecadar alimentos para ajudar mulheres em situação vulnerável. “A associação está produzindo máscaras de proteção com o slogan “#AJAM contra a violência! Denuncie: 180″. Elas podem ser adquiridas através da doação de cinco quilos de alimentos não perecíveis, ou pelo valor de R$ 10, que também serão utilizados para a distribuição de cestas básicas a mulheres vítimas de violência, com medidas protetivas, acompanhadas pela Patrulha Maria da Penha”.

A ação está sendo organizada em parceria com o 26° Batalhão da Polícia Militar e tem o apoio de diversas entidades, como a OAB e o SESI. “Já entregamos 300 máscaras que nos renderam alimentos para a produção de 40 cestas que já foram entregues, mas Cachoeirinha possui 95 mulheres com medidas protetivas”, explica Sueme. A produção é feita através dos sócios fundadores da Associação, em parceria com a gráfica Lobo Print, que faz por um custo menor. A AJAM já está com mais 200 máscaras prontas para a troca e podem ser adquiridas através do telefone (51) 9.9767.8855. A sede da AJAM está localizada na Rua Luís Cardoso, 1009, bairro Vila Eunice.

Outras formas de denunciar violência contra mulher:

Publicidade
Publicidade
  • Disque Denúncia 181
  • WhatsApp (51) 9.8444.0606
  • Denúncia Digital 181, no site da SSP
  • Emergências pelo 190
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.