Gravataí faz campanha alusiva ao Dia Estadual da Lei Maria da Penha - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Prevenindo as agressões contra às mulheres - Foto: Divulgação/PMG

Gravataí faz campanha alusiva ao Dia Estadual da Lei Maria da Penha

Ação, organizada pelos servidores da Casa Lilás, busca incentivar as vítimas de violência doméstica a denunciarem os agressores

Gravataí – O 7 de agosto é considerado o Dia Estadual da Lei Maria da Penha pois, nesta data, no ano de 2006, foi sancionada a lei federal que tem como objetivo assegurar a proteção de mulheres vítimas de violência doméstica, punindo seus agressores e trazendo à vítima o direito de uma vida digna. Dessa forma, a Prefeitura de Gravataí, por meio dos servidores da Casa Lilás,  organizou uma campanha de incentivo às denúncias relacionadas ao crime por meio de cartazes com frases de efeito relacionadas ao tema.

Publicidade

Vale relembrar que o local, que integra a Secretaria Municipal de Governança e Comunicação Social (SGCOM), oferece amparo psicológico e jurídico às mulheres que sofrem qualquer tipo de violência. “A prisão psicológica vem antes de toda agressão física”, diz um dos cartazes da campanha para ressaltar que uma relação violenta não se caracteriza apenas de maneira física. Segundo a coordenadora da Casa Lilás, Analu Sônego, alguns sinais servem de alerta, como quando:

– O companheiro tenta impedir ou dificultar que a mulher fale com familiares, amigas e vizinhos;

– A liberdade da vítima é restringida por dependência econômica;

Publicidade

–  A mulher é obrigada a fazer algo que não queira ou impedida de fazer algo de vontade própria;

– A mulher é humilhada diante dos filhos, familiares ou em público pelo parceiro.

Analu também salienta que o surto de covid-19 tem agravado a violência doméstica, especialmente em casos que envolvam dependência econômica. “É bem comum atendermos mulheres que querem sair de casa, mas, durante a pandemia, as possibilidades de arranjar emprego e moradia ficam mais difíceis, fazendo com que a vítima fique ainda mais vulnerável.”


Comunidade unida no combate à violência doméstica

“Na violência contra a mulher a gente mete a colher”, diz outro cartaz em alusão ao Dia Estadual da Lei Maria da Penha. Para a coordenadora da Casa Lilás, é necessário desconstruir o ditado de que em briga entre casal ninguém pode se meter. Por isso, ao presenciar situações de violência doméstica, qualquer pessoa pode fazer uma denúncia ligando para o 180. Também é importante difundir informações sobre violência doméstica para que as próprias mulheres busquem ajuda.


Casa Lilás segue atendendo normalmente

A Casa Lilás não fechou durante a pandemia, dessa forma, os atendimentos seguem normalmente, com hora marcada para pacientes a partir das 8h30 até às 16h30. No caso de novas usuárias, o serviço mantém as portas abertas para acolhimento, de segunda a sexta-feira. Para evitar aglomerações, é necessário agendar horário, através do telefone 3600-7720.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.