Em menos de 5 dias, mulher é presa duas vezes por tráfico em Gravataí - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Drogas apreendidas com a mulher - Foto: Denarc/Divulgação

Em menos de 5 dias, mulher é presa duas vezes por tráfico em Gravataí

As prisões ocorreram após os policiais civis da 3ª Divisão de Investigações de Narcotráfico do Denarc receberem denúncias sobre o fato

Gravataí – Uma mulher foi presa em flagrante pela segunda vez em menos de cinco dias, em Gravataí. As duas prisões tiveram a mesma motivação: por tráfico ilícito de entorpecentes na modalidade tele-entrega e a mais recente ocorreu na tarde desta quarta-feira (23).

Publicidade
Publicidade

Conforme informações da 3ª Divisão de Investigações de Narcotráfico do Denarc, as investigações iniciaram logo após o recebimento de denúncias de que uma mulher efetuava entrega de drogas nas cidades de Gravataí e Cachoeirinha.Os policiais identificaram a motocicleta utilizada pela mulher.

Publicidade

Segundo o Delegado da 3ª Divisão de Investigações de Narcotráfico do Denarc Gabriel Borges, ela se preparava para realizar mais uma entrega quando foi abordada pelos policiais nessa quarta-feira. Durante a revista pessoal, eles encontraram dentro da sua bolsa 200 gramas de maconha, já embalada para venda, dinheiro e telefone celular. Além disso, foram encontrados kits para presentear os clientes fixos, contendo isqueiros, sedas e chocolates. A motocicleta utilizada nas entregas também foi apreendida.

O delegado Gabriel Borges destacou que um fato chamou a atenção da equipe policial que a mulher havia sido presa em flagrante há 5 dias por tráfico de drogas, beneficiada com a liberdade provisória, mas seguindo atuando na distribuição de drogas. 

Publicidade

A ação integra a estratégia da Polícia Civil de intensificar a presença do Estado em áreas conflagradas em razão do tráfico de drogas, principalmente buscando a descapitalização das organizações criminosas e a responsabilização criminal das lideranças. A investigação prossegue para identificar e responsabilizar os demais membros da organização criminosa, ressalta o delegado.

Publicidade
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.