Cachoeirinha lidera geração de empregos na região metropolitana - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Miki comemora resultados - Foto: Arquivo

Cachoeirinha lidera geração de empregos na região metropolitana

Entre os sete principais municípios que conseguiram recuperar as vagas fechadas durante a pandemia, Cachoeirinha se destaca desde janeiro

Publicidade

Cachoeirinha – A geração de novos postos de trabalho com carteira assinada em Cachoeirinha no primeiro quadrimestre deste ano, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), colocam o município em posição de destaque entre os principais a Região Metropolitana de Porto Alegre. O município ocupa a primeira posição com 1.794 postos com carteira assinada entre os sete que conseguiram recuperar todas as vagas fechadas durante a pandemia por conta das medidas de restrição.

O levantamento realizado pelo site oreporter.net mostra que o segundo colocado é São Leopoldo, mas bem abaixo, com 1.075 vagas. A reportagem analisou dados de 12 municípios da região, incluindo Porto Alegre, traçando um comparativo do estoque de vagas existente no início de janeiro e no final de abril. Além de Cachoeirinha, São Leopoldo, Canoas, Guaíba, Sapucaia do Sul, Esteio e Eldorado do Sul, conseguiram reabrir postos fechados e abriram novos.

Publicidade

Quem mais gerou emprego em 2021 entre os que se recuperaram

Município01/01/202131/04/21Saldo
Cachoeirinha3567837.4721.794
São Leopoldo5453155.6061.075
Canoas7554376.532989
Guaíba1607616.573497
Sapucaia do Sul1829918.760461
Esteio1715317.582429
Eldorado do Sul1654016.778238

Na análise geral dos dados, traçando um comparativo com o estoque de empregos existente antes do início das demissões por conta do reflexos da pandemia, em março do ano passado, com o resultado de abril deste ano, Cachoeirinha fica em quarto lugar. A cidade recuperou todas as vagas fechadas e gerou 521 a mais. Gravataí, por exemplo, ainda não conseguiu recuperar todas e é o segundo município com mais dificuldade entre os 12 analisados, perdendo apenas para Porto Alegre.

Publicidade

Os empregos antes da pandemia e em abril deste ano

Municípiomar/20abr/21Saldo
São Leopoldo53.59555.6062.011
Sapucaia do Sul17.94718.760813
Guaíba15.99216.573581
Cachoeirinha36.95137.472521
Esteio17.51217.58270
Eldorado do Sul16.71316.77865
Canoas76.48576.53247
Alvorada14.60814.463-145
Novo Hamburgo69.05568.681-374
Viamão18.74118.078-663
Gravataí50.62449.230-1.394
Porto Alegre555.684540.624-15.060

A avaliação do prefeito

Para o prefeito Miki Breier, o destaque de Cachoeirinha se deve a diversos fatores. Além dos econômicos relacionados a cada atividade, as políticas públicas implementadas e o relacionamento estreito com a Associação Comercial de Cachoeirinha (ACC) e com o Centro das Indústrias de Cachoeirinha (CIC) geram um ambiente favorável para os negócios existentes e a atração de novos.

“Estamos muito contentes com os números da recuperação de empregos. A Prefeitura faz um trabalho de busca de novos investimentos e tem um cuidado com a infraestrutura do nosso distrito industrial e dos nossos comércios. A melhoria da cidade do ponto de vista da infraestrutura creio que influencia bastante para este números. O cercamento eletrônico, por exemplo, trouxe mais segurança para as empresas. Além disso o trabalho integrado com a ACC e o CIC colabora assim como outras iniciativas, como o convênio com o Sebrae para a implantação do programa Cidade Empreendedora”, destaca.

O secretário de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Belarmino Dias, o Major, destaca que a Prefeitura vem agindo de diversas formas para fomentar a geração de empregos. “Nós estabelecemos algumas metas para enfrentarmos esse período de pandemia. A utilização da Lei da Liberdade Econômica, por exemplo, desburocratizou muito a regularização das empresas. Desde o início da pandemia já enquadramos mais de 100 empreendedores na Lei de Liberdade, sendo emitida sua licença de 3 a 5 dias, o que antes demandava 15 a 20 dias”, salienta.

O estabelecimento de ações em conjunto com o CIC e ACC, conforme Major, também contribui porque a Prefeitura está próxima de quem mais conhece as necessidades do mercado. O secretário ainda destaca o programa Cidade Empreendedora que proporciona cursos de qualificação para empresários e revela que está trabalhando para a implantação da Sala do Empreendedor.

Cenário econômico também beneficiou a cidade

Se políticas públicas colaboraram para o resultado na recuperação de empregos, o novo cenário econômico em meio à pandemia não deixou de também trazer benefícios para a cidade. O presidente do CIC, Jeferson Gorziza, observa que as medidas de restrições para o enfrentamento da Covid-19 em diversos estados impuseram uma redução drástica na atividade industrial e clientes se obrigaram a buscar novos fornecedores.

Em Cachoeirinha, como de resto no RS, o setor não chegou a interromper as atividades por completo. “Isto nos beneficiou. Cachoeirinha não parou e isso foi muito bom”, enfatiza. Na sua empresa, a Incobor Borrachas, por exemplos, novos clientes passaram a fazer parte da carteira e o desafio agora é mantê-los.

Um outro ponto destacado por Gorziza é que o parque industrial do município possui empresas importantes nos segmentos de alimentação e de higiene e limpeza. “Durante a pandemia, o consumo de alimentos aumentou assim como os de higiene pela necessidade de cuidados com a limpeza em geral.” O bom desemprenho da agronegócio também tem ajudado empresas do Município. “Nós temos um conjunto de fatores que acabaram nos ajudando”, resume.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.