Cachoeirinha conhece os novos aspirantes da Guarda Mirim - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
O projeto visa ações educativas - Foto: Divulgação/PMC

Cachoeirinha conhece os novos aspirantes da Guarda Mirim

As aulas do projeto Guarda Mirim ocorrem sempre no turno inverso do escolar

A EMEF Portugal, da Vila Fátima, recebeu a apresentação do novo pelotão da Guarda Mirim no último sábado (16). Comparecerem a cerimônia prefeito, Miki Breier, Secretária da Educação, Rosinha Lippert, Diretor da Segurança e Mobilidade, Jorge Antônio da Silva, Secretário da Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Social, Francisco Dias Major, comandante da Guarda Municipal, Jonas Borba, Comandante da Guarda de Trânsito, João Renato, Coordenador da Educação para o Trânsito, Paulo Renato Cardoso, Conselheira Tutelar Patrícia Cardoso e a comunidade escolar.

Publicidade

O projeto que visa a promover a cidadania de alunos propõe ações de reforço escolar, palestras e oficinas nas áreas de saúde, educação, esporte, cultura e assistência social. Nesta primeira etapa, as inscrições foram feitas entre os alunos das EMEF’s Assunção, Tiradentes, Natálio Schlain, Fidel Zanchetta, Portugal e Ivo Rech. 

O projeto contempla alunos de 10 a 14 e acontecerá duas vezes por semana, das 9h às 17h, no turno inverso ao escolar. Inicialmente serão 59 alunos que passarão por um período de adaptação, no qual eles serão denominados “Aspirantes a Guarda Mirim”. Após o período de adaptação, ocorrerá a formatura do pelotão. 

“A diretriz deste projeto é o respeito. Cobraremos de todos os participantes a verdade, disciplina e em contrapartida todos os aspirantes terão auxílio total da Guarda e de todas as secretarias da prefeitura”, disse aos alunos o comandante Jonas. 

Publicidade

O prefeito Miki Breier explicou que a gestão busca ampliar os projetos do turno inverso. “Sabemos que a escola tem que trazer os conteúdos para aprendizagem, mas buscamos desenvolver ações para que haja a ocupação do tempo livre do aluno, com projetos como o da Guarda Mirim, aprendizado de música, pingue-pongue e arco e flecha. Queremos superar as dificuldades com muito trabalho e empenho para construirmos dias melhores e a cultura da paz”, concluiu.

Publicidade

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.