Associação Pais e Amor é destaque no Brasil e premiada pelo Governo Federal - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Associação Pais e Amor, de Cachoeirinha - Fotos: Divulgação

Associação Pais e Amor é destaque no Brasil e premiada pelo Governo Federal

Cerimônia de premiação será em Brasília, no dia 19 de novembro, em alusão ao Dia Internacional dos Direitos da Criança

Cachoeirinha – A Associação Pais e Amor de Cachoeirinha, que integra pais e amigos dos autistas do município, receberá o prêmio Brasil Amigo da Criança, com o projeto Espaço de Integração Social e Sensorial Jardim Azul. A iniciativa foi classificada nacionalmente em 1° lugar na categoria “criança e adolescente com deficiência”. O edital do prêmio agraciou 21 práticas em todo o país, que receberão medalhas e certificados reconhecendo o trabalho executado em prol da comunidade.

A cerimônia de premiação será em Brasília, no dia 19 de novembro, em alusão ao Dia Internacional dos Direitos da Criança. A iniciativa é do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, através da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. O Brasil Amigo da Criança visa selecionar, premiar e disseminar as melhores práticas na promoção e no fortalecimento dos direitos de crianças e adolescentes, no apoio à implementação de políticas públicas em direitos humanos, nas esferas municipal, estadual e federal.

Publicidade

O prefeito em exercício Maurício Medeiros, destaca a importância da entidade no acolhimento das crianças e famílias em Cachoeirinha. “A Pais é amor é uma das entidades que faz diferença em nossa comunidade trabalhando pelo bem comum”, afirma.

Conforme o edital, um dos requisitos para a participação era de que as práticas fossem executadas há, pelo menos, um ano. O prêmio é dividido em sete categorias: atuação em emergência humanitária e calamidades; prevenção e enfrentamento de todas as formas de violência; promoção dos direitos da criança e do adolescente; incidência política, controle social e participação em conselhos; crianças indígenas, quilombolas, e comunidades tradicionais; criança e adolescente com deficiência; e fortalecimento das capacidades protetivas das famílias. Serão condecoradas as três melhores práticas de cada categoria.

Publicidade

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.