Afinal, tratamentos caseiros para combater varizes funcionam? - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Entre as receitas caseiras o tradicional escalda pés - Foto: Divulgação

Afinal, tratamentos caseiros para combater varizes funcionam?

Angiologista explica se receitas, ativos, cremes e remédios constantemente utilizados para tratar varizes em casa são realmente eficazes

Ao contrário do que muitos pensam, as varizes não são apenas alterações estéticas, sendo consideradas uma doença crônica, ou seja, que levamos para o resto da vida e que possuem a genética como principal fator preponderante para o seu desenvolvimento. “Dessa forma, as veias dilatadas e tortuosas que surgem nas pernas não têm cura definitiva e só podem ser tratadas por meio de procedimento médico. Logo, as receitas caseiras convencionais e amplamente divulgadas na internet, como a aplicação de alho nas pernas, não funcionam para acabar as varizes”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Porém, existem ingredientes naturais, como camomila, calêndula e outros chás e ervas, que, em formato de compressa nas pernas, podem realmente proporcionar alívio aos sintomas das varizes, diminuindo o inchaço e as dores que costumam surgir no final do dia em pessoas que sofre com a condição. Ainda com relação aos tratamentos caseiros, a Dra. Aline alerta sobre os perigos do famoso escalda-pés. “Feito com o intuito de promover o relaxamento das pernas através do calor, o escalda-pés tem, na verdade, o efeito contrário em pessoas com varizes, pois, apesar de realmente conferir um alívio momentâneo, a técnica provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, levando a um efeito rebote onde as pernas incham ainda mais após algum tempo”, ressalta a médica.

Segundo a angiologista, cremes e remédios para varizes que prometem acabar com o problema também não são eficazes. Isso porque os remédios não tratam ou dissolvem as varizes, servindo apenas para melhorar o inchaço, a dor e o cansaço, além de alguns também estabilizarem a parede da veia. “Já os cremes para varizes podem ter diversas funções, como hidratante ou cicatrizante, porém, todos têm algo em comum: eles refrescam a perna, proporcionando sensação de alívio e descanso, mas também não tratam as varizes”, afirma. “Ou seja, ambos os produtos são ótimos para promover a melhora dos sintomas das varizes, assim como os chás de ervas, mas sem tratá-las definitivamente.”

Porém, de nada adianta tentarmos aliviar os sintomas sem procurar um tratamento médico adequado, pois, mesmo fazendo uso destes métodos, as varizes podem evoluir para uma série de complicações, que vão desde insuficiência venosa crônica, caracterizada por uma lesão nas veias da perna que não permite que o sangue flua normalmente, até embolia pulmonar, quando um pequeno coágulo se desprende da veia e corre pela circulação até chegar ao pulmão, podendo causar dor no peito, tosse, cansaço, falta inesperada de respiração e até mesmo morte súbita.

Dessa forma, o ideal é que você consulte um cirurgião vascular assim que possível para tratar a origem do problema. “Cada caso requer um tipo de tratamento, que pode ser por meio da escleroterapia (substância química injetada dentro da veia), espuma, uso de lasers e radiofrequências ou procedimentos que combinem as técnicas, como o ClaCs, que une laser não-invasivo e injeções de glicose. Cirurgias também podem ser indicadas, dependendo do caso”, exemplifica a Dra. Aline Lamaita.

“Daí a importância da consulta com um médico especializado, pois apenas ele poderá realizar um diagnóstico de seu caso, recomendado assim o melhor tratamento, além de indicar as formas mais adequadas para você aliviar os sintomas do problema em casa.”

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.