Abordagem a pessoas em situação de rua se intensifica no inverno - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
O albergue funciona 24h - Foto: Google Street View

Abordagem a pessoas em situação de rua se intensifica no inverno

No Albergue Municipal, o atendimento foi ampliado para 24 horas, todos os dias, com três refeições e pernoite

Cachoeirinha – Nos meses de inverno, as abordagens da Assistência Social a pessoas que vivem em situação de rua são mais frequentes. Elas ocorrem nas segundas e quintas-feiras, durante a noite; nas quartas e quintas-feiras, pela tarde; e nas terças e sextas-feiras, pela manhã.

Publicidade

“São 162 pessoas vivendo nesta situação na cidade. O coordenador do Albergue Municipal, Gilmar, se não conhece todas, conhece 99,9% delas. Todas são convidadas a pernoitar no espaço, mas não podemos obrigá-las”, esclareceu o secretário municipal de Assistência Social, Cidadania e Habitação, Tiago Mello. No Albergue Municipal, o atendimento foi ampliado para 24 horas, todos os dias, com três refeições diárias e pernoite. Cerca de 90 pernoites estão sendo realizados por semana.

Nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), foram realizados mais de 11 mil atendimentos, entre maio e junho. Mais de 500 famílias foram cadastradas no CadÚnico, que já tem quase 11 mil inscritos em Cachoeirinha. Destes, 3.400 estão aptos a receber o Bolsa Família.
Através dos CRAS, as famílias em situação de vulnerabilidade que não são atendidas pelos programas sociais já existentes, poderão solicitar o kit de alimentação que está sendo distribuído por meio da campanha “Espalhe Amor”, que unifica a Campanha do Agasalho com as ações do Comitê da Solidariedade, reforçando as recomendações sanitárias.

Através desta iniciativa, também serão aceitos produtos de higiene e limpeza e alimentos, que serão utilizados na montagem de cestas básicas. Quase três mil kits já foram distribuídos, mas ainda há uma lista de espera, por isso é fundamental que a sociedade esteja engajada com a campanha”.

Publicidade

Além de 30 postos de coleta, a SMASCH busca as doações por meio de agendamento pelos telefones 98124-4498, 99260-6683, 3471-5939 ou 3441-8700. O principal ponto de arrecadação é o Recanto Solidário, no pátio da Prefeitura, que também está organizada para buscar donativos. Doações em dinheiro para o Comitê de Solidariedade podem ser feitas por transferência bancária para a conta 55.772-2, agência 2867-3, do Banco do Brasil.

Publicidade

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.