Volnei Borba é pré-candidato a prefeito pelo PT - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Volnei tem apoio de quatro correntes - Fotos: Divulgação

Volnei Borba é pré-candidato a prefeito pelo PT

Quatro correntes definiram o lançamento da pré-candidatura na noite desta quarta-feira (4)

Cachoeirinha – Volnei Borba, que foi candidato a prefeito em 2012, ficando em segundo lugar com 12.613 votos, é o nome escolhido por quatro correntes do Partido dos Trabalhadores (PT) para concorrer novamente em 2020. A definição da pré-candidatura aconteceu na noite desta quarta-feira (4) e é o primeiro nome do partido para as prévias, ainda sem dada marcada.

Publicidade

Os ex-candidatos a prefeito Leonel Matias e Isalino Kingeski, que na última eleição concorreu pelo Psol e agora retornou ao PT, participaram da reunião que envolveu representantes das correntes Articulação de Esquerda, Avante, Esquerda Democrática e Democracia Socialista, além de alguns militantes que não estão ligados a nenhuma.

Militante desde os 16 anos no PT, Volnei Borba reside há 46 anos em Cachoeirinha. Tem formação em Contabilidade, Administração e é graduando do curso de Direito. Ele conta com a experiência de já ter sido gestor junto ao Grupo Hospitalar Conceição no período da presidenta Dilma Rousseff.

“Com a proximidade do ano eleitoral que se avizinha, começa a vir à tona o debate em torno das pré-candidaturas para o processo de escolha que vai apontar para o futuro gestor municipal. O partido pretende compor aliança programática com partidos aliados nacionalmente”, revela Volnei.

Publicidade
Leonel Matias e Isalino Kingeski apoiam Volnei

O grupo de Volnei está no campo oposto ao do atual presidente do PT, David Almansa, para quem perdeu a eleição e a maioria no Diretório. O apoio das quatro correntes, conforme o pré-candidato, é importante porque elas são majoritárias em nível estadual.

Almansa vem construindo uma aliança com partidos de esquerda desde a última eleição e ainda não há uma definição em termos de candidaturas. Conforme ele já disse ao oreporter.net, cada partido irá debater a formação de uma coligação internamente e indicar nomes para ser definida a chapa.

Para Volnei Borba, o bloco de oposição representa a construção coletiva. “É uma construção nossa. Nosso desafio é a unidade e é para isso que vamos trabalhar, pela unidade, tendo o PT, PC do B, PSOL e Rede nessa composição que nos dará musculatura política e de representação em defender um projeto de cidade inovadora, criativa e com dinâmica social voltada aos que mais precisam”, afirma.

O pré-candidato coloca a Rede no bloco, porém o presidente do PT já disse que o partido deixou de fazer parte dos debates desde que perdeu Antonio Teixeira, que se filiou ao PTB. A Rede ainda perdeu seu porta-voz, Rafael Velho, que ingressou nas fileiras do Podemos.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.