Vacinação contra a Covid vai até a próxima semana em Cachoeirinha - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Asilos e profissionais de saúde estão sendo atendidos - Foto: Fernando Planella/Arquivo

Vacinação contra a Covid vai até a próxima semana em Cachoeirinha

Cidade recebeu 748 doses e profissionais da saúde receberam as primeiras doses

Cachoeirinha – Deve terminar na próxima semana a aplicação das primeiras 748 doses da CoronaVac em Cachoeirinha, a vacina contra a Covid-19. Nesta primeira etapa estão sendo imunizados os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no enfrentamento da doença e também idosos e funcionários de instituições de longa permanência.

Publicidade

O secretário municipal da Saúde, Juliano Paz, explica que na área da saúde a vacinação está ocorrendo conforme os plantões das equipes de profissionais. Duas equipes que atuam no Hospital de Campanha já receberam a primeira dose e os servidores da SAMU também.

Nesta quinta-feira (21), médicos e outros servidores do Hospital Padre Jeremias seriam imunizados e também deveria ser iniciada a aplicação das vacinas nos asilos. No total, a cidade tem 14 instituições e além dos idosos os funcionários também receberão a CoronaVac.

A secretaria municipal da Saúde divulgou uma estimativa de pessoas nos asilos. São em torno de 370. Já na área da saúde são cerca de 360.

Publicidade

Conforme Juliano Paz existe a possibilidade de Cachoeirinha receber mais algumas doses da vacina ainda do primeiro lote liberado pelo Ministério da Saúde e distribuídas pela secretaria estadual da Saúde.

A quantidade seria muito pequena e serviria apenas para completar a imunização das pessoas que estão incluídas nesta primeira etapa.

Apesar de a Prefeitura ter divulgado que a cidade vai ter oito locais para a imunização contra a Covid, nenhuma pessoa deve procurar os locais porque não existe vacina.

Cachoeirinha vai receber um novo lote assim que o Ministério da Saúde iniciar a distribuição de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac depois de a Anvisa dar a autorização para o uso emergencial. Outras 2 milhões de doses, esta da vacina de Oxford adquiridas pela Fiocruz, são aguardadas. O governo da Índia autorizou a exportação para o Brasil.

Com estes lotes, a cidade deverá receber nas próximas semanas de 700 a 800 doses se o Governo do RS mantiver o mesmo critério de distribuição. A secretaria municipal da Saúde é obrigada a seguir as orientações do Ministério da Saúde sobre quem serão os beneficiados e os detalhes serão divulgados quando a nova remeça estiver definida.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.