UPA já atendeu 33 mil pacientes e custos são bancados pela Prefeitura - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
A medida busca acelerar o atendimento dos pacientes - Foto: Arquivo/oreporter.net

UPA já atendeu 33 mil pacientes e custos são bancados pela Prefeitura

Secretaria da Saúde trabalha no processo de credenciamento para receber recursos do Estado e União. Hoje, R$ 900 mil são gastos mensalmente

Cachoeirinha – Desde o mês de março, a população de Cachoeirinha passou a contar o atendimento qualificado da UPA Francisco de Medeiros. Nestes seis meses de funcionamento, aproximadamente 33 mil pacientes foram atendidos, o que representa uma média de 5,5 mil atendimentos ao mês. A unidade conta com três leitos de emergência, 14 leitos de observação e duas salas de isolamento.

Além da melhora em relação a estrutura, a ampliação da equipe de médicos, enfermeiros e técnicos também contribuiu para a melhora no atendimento. A UPA conta um quadro de médicos clínicos, pediatras, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

“Com a melhora na estrutura, conseguimos consolidar a triagem para Classificação de Risco com os enfermeiros durante as 24 horas de funcionamento da UPA. Desde o mês de março, conseguimos escalar também um terceiro clínico geral, para atendimento nas segundas-feiras, dia de maior fluxo de pessoas. É um reforço muito importante para dar agilidade aos atendimentos”, explica o secretário de Saúde Paulo Abrão.

O sistema de atendimento na UPA é feito de acordo com a urgência do quadro clínico, conforme a Classificação de Risco adotado pelo Ministério da Saúde. “Os pacientes são identificados com um adesivo com a cor que indica qual o grau de risco para o seu atendimento. Os adesivos permitem que todos os funcionários da UPA visualizem rapidamente a cor para identificação do grau de risco. Eles só são retiradas quando o paciente recebe a alta médica”, explica o secretário.

Entre as melhorias, a Prefeitura espera a formalização por parte do Governo Federal do termo de qualificação. “Nossos agentes e servidores também vêm trabalhando neste sentido junto ao Estado. Estamos na fase final deste processo. Depois de certificada, a UPA fica apta a receber aportes financeiros. Por hora, todos os investimentos utilizados para a manutenção da Unidade estão sendo feito pelo governo municipal. Em torno de R$ 900 mil/mês”, explica Paulo.

O prefeito Miki Breier lembra que a conclusão da unidade foi uma prioridade assumida pelo governo. A obra, que estava parada, foi retomada e entregue à cidade. “Com a construção da UPA e a transformação do antigo Posto 24 Horas em UBS, conseguimos melhorar muito o atendimento, o tempo de espera por consultas. O antigo PA atendia cerca de 3.470 pacientes enquanto hoje atendemos 5.500; um aumento de 30%”, finalizou.

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.