Tarifa técnica para subsídio que Transbus recebe cai 20% – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Transbus - Foto: Roque Lopes/arquivo

Tarifa técnica para subsídio que Transbus recebe cai 20%

Tarifa técnica é o valor que deveria ser cobrado dos usuários do transporte coletivo municipal

Cachoeirinha – Caiu em 20,83% o valor da tarifa técnica utilizado pela prefeitura de Cachoeirinha para pagar mensalmente o subsídio da Transbus, concessionária do transporte coletivo municipal. O cálculo, conforme o secretário de Mobilidade Urbana, Emerson Santos, é feito a cada mês “e assinado por engenheiros a serviço da Prefeitura”.

Publicidade

No mês passado, a tarifa técnica estava em R$ 12,96 e para esse mês ela será de R$ 10,26. A redução implica em a prefeitura repassar menos recursos para a empresa. Isto ocorre porque está relacionado ao que a empresa deixa de receber do passageiro.

Publicidade

Hoje, a passagem deveria custar R$ 10,26, mas os usuários do transporte coletivo pagam R$ 3,75. A diferença, que é de R$ 6,51 é o que a prefeitura paga para a empresa. O total do subsídio é calculado mensalmente com base em uma fórmula que leva em conta o número de passageiros transportados.

Esse ano, conforme o portal da transparência, a empresa já recebeu até o início de março, R$ 4 milhões. Deste total, cerca de R$ 3,8 milhões são de subsídio, mas relativos a novembro do ano passado a 15 de fevereiro de 2024. Os outros pagamentos são de transporte escolar e fretamentos.

Publicidade

Segundo o secretário de Mobilidade, a redução no preço da passagem com a criação da tarifa social, que completa dois anos na próxima terça-feira (9), atraiu mais passageiros para o transporte público. “Tivemos aumento em usuários transportados e isso tem contribuído para reduzir o subsídio. Percebe-se que o valor repassado está sendo aplicado na qualificação dos serviços, com treinamentos, ampliação do atendimento de linhas e horários, novos modais de transporte e renovação de frota. Como o valor da passagem se mantém baixo, e novos serviços, mais linhas e novas veículos são ofertados, isso impacta no valor do subsídio”, destaca, salientando que o número de passageiros vem subindo. “Passamos de 174 mil passageiros em fevereiro para 254 mil em março”, afirma..

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.