Suspeito de aplicar o golpe do bilhete premiado em idosa de Gravataí é preso – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí

Suspeito de aplicar o golpe do bilhete premiado em idosa de Gravataí é preso

Os golpistas conseguiram levar da idosa de 70 anos R$ 250 mil em dinheiro

Publicidade

Gravataí – Os policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia Civil, na última sexta-feira (17) efetuaram a prisão temporária de um homem suspeito de praticar o conhecido “golpe do bilhete” em uma idosa de 70 anos de Gravataí . A ação policial resultou de uma investigação desencadeada após uma idosa ser vítima do golpe em agosto deste ano, no bairro Nossa Chácara e a prisão do suspeito foi realizada em Triunfo, conforme informou a Polícia Civil.

Publicidade
Publicidade

Segundo informou o delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia de Gravataí e responsável pela prisão, Joel Wagner, a vítima enquanto se dirigia para o trabalho, foi abordada por um homem que aparentava necessitar de informações sobre locais que realizavam consertos de máquinas de costura. Inicialmente, ela forneceu a informação pedida, e o homem alegou ter problemas de visão, pedindo à vítima que o acompanhasse até o estabelecimento comercial.

Publicidade

Em seguida, um comparsa do criminoso chegou, abordando o casal e oferecendo ajuda. Nesse momento, o homem que pedia auxílio retirou um papel do bolso, alegando ser o endereço da loja que consertaria sua máquina. O comparsa afirmou que aquele papel era um bilhete premiado da Caixa Econômica Federal e ligou no viva-voz para um suposto funcionário do referido banco, confirmando tratar-se de um prêmio de R$2.800.000,00. Comovida pela história, a vítima decidiu ajudar o homem em apuros. Foram até um primeiro banco, onde ela retirou um extrato de sua conta poupança, mostrando o saldo ao suspeito. Posteriormente, a vítima efetuou uma transferência de R$100 mil para a conta do preso.

Após a primeira parte do golpe, o homem que se dizia deficiente visual pediu para ser levado em casa, afirmando que morava em Nova Santa Rita e precisava falar com a mãe para verificar se ela aceitaria o valor. Os dois homens saíram, pegaram o número de telefone da vítima e, posteriormente, ligaram informando que a mãe do proprietário do suposto bilhete solicitou mais dinheiro. A vítima realizou outra transferência de R$150 mil na mesma conta bancária. Apesar da promessa de retorno a Gravataí para entregar o bilhete, os golpistas não cumpriram o combinado. A vítima, ao tentar contatá-los, não obteve resposta, percebendo, então, que havia caído em um golpe, explicou o delegado.

Publicidade

O delegado Joel Wagner alerta a população para não realizar transferências bancárias em situações de promessas de grandes prêmios, especialmente em circunstâncias que gerem desconfiança. Ele ressalta a importância de não fornecer dados em abordagens na rua ou em ligações telefônicas de números desconhecidos. O preso responderá pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha. As investigações continuam para identificar e capturar os demais envolvidos no esquema.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.