Projeto Iconicidades recebe prêmio durante Trienal de Arquitetura - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Projeto é de Rodrigo Troyano e Nicolle Magalhães - Imagem: Divulgação

Projeto Iconicidades recebe prêmio durante Trienal de Arquitetura

Prêmio valoriza iniciativas que promovem urbanismo e arquitetura do RS

O Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP) recebeu o Prêmio CAU-RS, na categoria Poder Público/Pessoa Jurídica, pela iniciativa Iconicidades. Promovida pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU-RS), a premiação reconheceu o trabalho da autarquia no projeto realizado pelo governo do Estado com o objetivo de tornar as cidades gaúchas mais inovadoras, criativas e empreendedoras, em cerimônia realizada no último sábado (19), no Theatro São Pedro.

Publicidade
Publicidade

A solenidade encerrou a programação da Trienal de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul. O prêmio tem por objetivo identificar e valorizar iniciativas que tenham contribuído para a promoção e valorização da Arquitetura e Urbanismo no Estado, realizadas por pessoas físicas e jurídicas de outras áreas de atuação. A indicação é feita por conselheiros e ex-conselheiros do CAU-RS, presidentes das entidades que compõem o Colegiado das Entidades de Arquitetura e Urbanismo e representantes do Fórum das Entidades de Arquitetos e Urbanistas do Rio Grande do Sul.

Publicidade

O projeto Iconicidades

O projeto Iconicidades se estrutura em três grandes fases. A primeira foi um edital de chamamento aos municípios que se encerrou com cinco cidades contempladas: Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, Cachoeirinha e São Leopoldo. Na segunda etapa, foram executados cinco concursos públicos de arquitetura, com consultoria do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RS), tendo como objetivos selecionar a melhor proposta de intervenção para cada local indicado e contratar a equipe classificada em primeiro lugar para a fase seguinte.

Publicidade

Além de premiar as melhores propostas de intervenção para os objetos dos concursos – R$ 20 mil para o primeiro lugar, R$ 15 mil para o segundo e R$ 10 mil para o terceiro –, o Estado encontra-se em processo de contratação dos vencedores para o desenvolvimento das ideias na forma de projetos executivos e complementares. O objetivo é, posteriormente, via convênio, alcançar projetos completos para que os municípios possam executar as obras e implantar as iniciativas pretendidas
para cada um dos locais.

Publicidade
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.