Profissionais debatem a saúde do idoso em Gravataí – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Cuidando da saúde do idoso - Foto: Gabriel Muniz /PMG

Profissionais debatem a saúde do idoso em Gravataí

Servidoras do Centro de Atenção à Saúde do Idoso apresentaram a ficha espelho da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa

Publicidade

Gravataí – Profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) receberam nesta quinta-feira (10), um curso de capacitação sobre avaliação multidimensional da pessoa idosa. Durante o evento, ocorrido na Ulbra, servidoras do Centro de Atenção à Saúde do Idoso apresentaram a ficha espelho da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa, que tem o objetivo de ter um panorama da demanda de atendimentos e as necessidades de pessoas dessa faixa etária. 

Publicidade
Publicidade

“Nosso governo trata a saúde como prioridade. Por conta disso, capacitar os nossos profissionais é uma das metas prioritárias do Planejamento Estratégico da SMS. Após o arrefecimento da pandemia, retomamos nossos encontros presenciais, trabalhando temas que repercutem diretamente na qualidade dos serviços ofertados aos nossos usuários da rede municipal”, destaca o secretário municipal da Saúde Régis Fonseca.

Publicidade

Cerca de 46 mil idosos residem em Gravataí. Inicialmente, a meta estipulada pela secretaria é registrar fichas com os dados de 1% desse público-alvo, ou seja, 460 pacientes. Após esse primeiro momento, a intenção é chegar aos 10%. “Já fomos reconhecidos como um dos municípios mais longevos do RS. Em função disso, nosso trabalho foca na segurança do idoso, seja com visitas domiciliares, seja com orientações aos familiares para cuidados de prevenção a acidentes domésticos”, explica a fisioterapeuta Josione Carpes de Jesus, do Centro de Atenção à Saúde do Idoso.

Com a ficha espelho, ressalta Josione, é possível fazer uma avaliação pormenorizada da saúde da pessoa idosa. Dessa forma, avaliações clínicas, psicossociais e funcionais podem ser realizadas pelas unidades de saúde, com possibilidade de acompanhamento anual da evolução de cada caso. “Isso requer uma busca ativa desse pessoal. Muitos idosos que nos procuram relatam que vão ao posto sozinho. Essa falta de referência é um grande fator de insucesso no tratamento”, completa.

Publicidade

A pandemia de covid-19, lembra a terapeuta ocupacional Viviane Brambilla, afetou diretamente os serviços, visto que os idosos eram os mais vulneráveis ao vírus e que, por isso, evitavam sair de casa sem necessidade. “Nosso objetivo com esse serviço também é chegar mais perto da Atenção Básica para conseguirmos uma melhor percepção do quadro atual”, diz.

A representante da Atenção Básica da SMS Camila Cioccari, por sua vez, reforça que a ideia é potencializar os atendimentos. Ela afirma que já existem profissionais lançando esses dados no sistema, o que ajuda a entender a necessidade de cada distrito e de cada comunidade. “Para o ano que vem, estamos nos organizando para haver mais lançamentos”, complementa.

Saúde do Idoso

O Centro de Atenção à Saúde do Idoso, vinculado ao Centro Municipal de Saúde (CMS), é um serviço voltado para o acolhimento e o atendimento do idoso que apresenta graus de fragilidade e/ou comprometimento funcional. Os trabalhos são realizados de forma individual e em grupo, para trabalhar a socialização do idoso. 

Também ocorre o trabalho junto às unidades de saúde, com o objetivo de otimizar e oportunizar esses atendimentos nas unidades para que mais pessoas possam ter acesso a esses cuidados primários. Demais informações podem ser consultadas pelo telefone 3600-7753.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.