Primavera começa com temporais de granizo no Estado – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Granizo que caiu na cidade de Morro Redondo -Fotos: Redes Sociais/MetSul/Divulgação

Primavera começa com temporais de granizo no Estado

Violento temporal de granizo grande atingiu a cidade de Bagé nos primeiros minutos da primavera e trouxe muitos danos

Publicidade

A primavera começou neste sábado (23) com violentos e destrutivos temporais de granizo no Rio Grande do Sul. Intensas áreas de instabilidade na madrugada deste sábado trouxeram granizo de médio a grande tamanho em cidades da Campanha e do Sul gaúcho com estragos. O município mais atingido foi Bagé com danos consideráveis.

Publicidade
Publicidade

Granizo caiu em cidades como Morro Redondo, pontos de Pelotas, Arroio do Padra, Bagé e outras localidades do Sul gaúcho, acompanhando múltiplas células de temporal que se formaram com a atmosfera extremamente instável sobre o Rio Grande do Sul com o ingresso de ar muito quente pelo Oeste. Em Morro Redondo, na região de Pelotas, as pedras de granizo tiveram médio a grande tamanho. Não há ainda levantamento de danos na localidade e em outros municípios do Sul gaúcho. As coordenadorias municipais de Defesa Civil ainda estão nas ruas para prestar assistência aos moradores. O pior temporal de granizo, entretanto, se deu na cidade de Bagé. Minutos após o começo a primavera, que se iniciou às 3h50 no Hemisfério Sul, o município da região da Campanha foi assolado por uma violenta tempestade de granizo por volta das 4h10 deste sábado.

Publicidade

A intensa tempestade com granizo em Bagé desta madrugada de sábado atingiu em cheio a área urbana do município, o que contribuiu para muitos danos. Grande número de residências teve danos no temporal, mas ainda não há uma contabilidade oficial dos prejuízos. Imagens publicadas por moradores de Bagé nas redes sociais mostram o tamanho do granizo que caiu na cidade da Campanha com pedras de médio e grande tamanho, e em alguns locais com granizo pontiagudo que tende a causar ainda mais estragos em telhados de moradias. O final da madrugada era caótico na cidade de Bagé, depois da tempestades. Moradores da cidade formavam longas filas no Centro da cidade em portas de lojas de material de construção em busca de lonas e telhas. No Ginásio Militão, cadastro era feito dos moradores que necessitavam ajuda.

O que ocorreu em Bagé foi a formação de uma poderosa área de tempestade isolada. Radar meteorológico mostrava às 4h10 deste sábado um núcleo muito intenso de temporal sobre o município com elevado valor de refletividade, condizente com queda de granizo e de maior tamanho. Célula de tempestade sobre Bagé às 4h10 deste sábado. A MetSul Meteorologia alerta para a ocorrência de novos temporais no Rio Grande do Sul neste fim de semana e na primeira metade da semana. O estado gaúcho enfrenta mais uma sequência de dias de tempo muito instável que traz chuva com altos volumes e tempestades localizadas.

Publicidade

De acordo com a análise da MetSul, as regiões de maior risco de chuva por vezes a forte a torrencial com raios e possibilidade de granizo ou vento forte são o Oeste, o Centro, o Sul e o Leste do estado, mas, principalmente, o Sul e o Leste gaúcho. Durante todo este fim de semana e no começo da semana se espera uma sucessão de áreas de instabilidade no Rio Grande do Sul. As nuvens muito carregadas vão se formar a todo momento à medida que a umidade presente sobre o território gaúcho interage com ar mais quente nas latitudes médias da América do Sul.

Nas próximas horas, a instabilidade intensa que está no Oeste e na Campanha avança para o Sul e o Leste gaúcho com chuva localmente forte a intensa, muitos raios e mais granizo que pode ter grande tamanho em alguns pontos. Porto Alegre e região sofrerão o impacto destas áreas de instabilidade, especialmente na segunda metade do dia. Veja nos mapas as projeções turno a turno para este sábado do modelo europeu.

Entre terça e quarta-feira da semana que vem haverá o agravante de aprofundamento de uma área de baixa pressão que vai migrar para as costas gaúchas e catarinense, o que vai reforçar a instabilidade sobre o Rio Grande do Sul com mais chuva forte e temporais. Uma bolha de ar excepcionalmente quente entre o Paraguai e o Centro-Oeste do Brasil, que trouxe calor de 44,5ºC ontem no Paraguai e 41,8ºC em Cuiabá (MT) alcança o Oeste e o Norte gaúcho. O Noroeste gaúcho deve ter máximas de 36ºC a 39ºC neste sábado.

Uma vez que estas nuvens carregadas se formam numa atmosfera mais aquecida, em especial na Metade Norte gaúcha, cresce o potencial para tempo severo. Quanto mais quente a atmosfera, maior o risco de temporais. Estas tempestades isoladas podem ser fortes a severas com potencial de danos por vento e granizo. Trazem ainda chuva forte a intensa de curta duração com alagamentos, como se viu ontem cedo na Grande Porto Alegre. O cenário de chuva é por demais preocupante para os próximos dias com acumulados de precipitação acima de 100 mm em muitos locais do Centro, Sul (faixa entre Pelotas e Porto Alegre) e o Leste do estado (Grande Porto Alegre, Litoral e Serra). Os acumulados de precipitação em alguns pontos podem superar 200 mm.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.