Presidência do Iprec volta à pauta e Simca defende eleição - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Manoel e Mariana: categoria quer eleição - Foto: Roque Lopes/oreporter.net

Presidência do Iprec volta à pauta e Simca defende eleição

Executivo reenviou projeto de lei ao Legislativo propondo alterações para o preenchimento do cargo de presidente do Instituto

Cachoeirinha – O prefeito Miki Breier reencaminhou ao Legislativo o projeto de lei que promove alterações na lei 3710/13 que criou o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Cachoeirinha (Iprec). A matéria havia sido retirada depois que gerou polêmica a proposta de redução do nível de escolaridade sendo permitido o nível médio.

Publicidade

Na nova redação, a escolaridade foi alterada passando a ser exigido o ensino superior, como é hoje. O presidente ainda deverá ter uma certificação emitida por entidade autônoma demonstrando seu conhecimento sobre o mercado de capitais.

O novo texto, contudo, mantém a decisão do prefeito de poder nomear para o cargo um servidor inativo. A remuneração, nesse caso, será a mesma de um secretário municipal. Além disso, o mandato será de três anos podendo haver reconduções sem limites.

Segundo o secretário de Governança e Gestão, Gilson Stuart, a mudança foi proposta porque amplia o leque para o prefeito poder escolher o presidente do Instituto. Hoje, ressalta, há poucos servidores de carreira que preencham os requisitos e que sejam de confiança de Miki.

Publicidade

Para o Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha (Simca), a proposta é considerada um ataque à categoria. Conforme o presidente, Manoel Araújo, o gestor do Iprec deveria ser escolhido através de uma eleição. A tesoureira Mariana Mahlmann acrescenta que a eleição foi uma decisão tomada pelos servidores em assembleia.

Ambos argumentam que os recursos destinados para a aposentadoria dos servidores deveriam ser geridos pelos funcionários públicos e não por um cargo em comissão indicado pelo prefeito. O sindicato vai utilizar a Tribuna Popular da Câmara na Sessão desta terça-feira (20) para fazer a defesa desta proposta.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.