Prefeitura remove pardal e motorista multado vai à Justiça - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Um dos problemas na Campos Salles, segundo o motorista, seria as árvores que esconderiam os equipamentos - Foto: Divulgação

Prefeitura remove pardal e motorista multado vai à Justiça

Controlador de velocidade da Campos Salles deixou de operar após motorista reclamar de multas

Cachoeirinha – O controlador de velocidade da rua Campos Salles, na entrada de Cachoeirinha, que integrava o sistema de cercamento eletrônico deixou de operar essa semana. O sistema havia sido instalado conforme previsto no contrato que a atual gestão da prefeitura herdou do governo anterior. No local, o motorista Carlos Miguel Schantz levou cinco multas e depois de estudar a legislação encontrou pelo menos duas irregularidades.

Publicidade

A Resolução nº 798, de 2 de setembro de 2020, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelece as regras para o uso de controladores. O da Campos Salles, conforme ele contou à reportagem no mês passado, não tinha como permitir a correta instalação de placas de sinalização. Além disso, um dos controlares estaria escondido pela copa de árvores.

Publicidade

Com a remoção do sistema, o motorista espera que a secretaria de Segurança e Mobilidade anula as autuações. Caso isso não ocorra, ele pretende ir ao Judiciário. O secretário de Segurança e Mobilidade, Emerson Santos, não quis falar com a reportagem e informou que a assessoria de imprensa da prefeitura deveria ser acionada.

Santos ficou descontente desde que oreporter.net divulgou que mais um pardal estava sendo instalado na avenida Flores da Cunha. Ele preferia o enfoque de que o governo Cristian Wasem estava reduzindo em 25% o número de controladores de velocidade. A redução aconteceu em locais remotos na periferia e na avenida Caí, onde não tinham nenhuma utilidade, assim como o de faixas usadas para estacionamento na Fernando Ferrari.

Publicidade

O prefeito e ele chegaram a fazer uma live para chamar de fake news a divulgação de que novos pardais estavam sendo instalados. Tanto para o prefeito quanto para o secretário, o enfoque dever ser de que há uma redução e de que os equipamentos devem ser vistos como de educação de motoristas, além de alguns servirem para o cercamento eletrônico.

Sobre o pardal da Campos Salles, o secretário disse à reportagem em outubro que não havia nenhuma irregularidade no local do sistema de controle, mas salientou que nada o impediria de fazer uma análise a partir das observações do motorista multado cinco vezes.

Nesta terça-feira, a assessoria de imprensa da prefeitura enviou uma nota sobre a remoção do equipamento da Campos Salles. Confira abaixo:

“O controlador de velocidade que estava instalado na rua Campos Sales foi retirado porque segundo análise da pasta de Segurança e Mobilidade, ele não atende sua função de educação para o trânsito. Já as multas aplicadas pelo equipamento não possuem inconsistências.

O fato de todos os controladores serem ligados ao cercamento eletrônico não impede sua retirada, pois é possível remanejar estes equipamentos para áreas que atendam a cobertura do sistema.

Como a nova gestão prometeu a retirada dos controladores de velocidade que não atendiam sua função primordial, que é a educação para o trânsito, não existe nenhum fato atípico na retirada do referido equipamento. A nova gestão da Prefeitura de Cachoeirinha já desativou 25% dos controladores de velocidade que foram licitados pela gestão anterior e que não atendiam a esses critérios, além disso, não instalamos novos equipamentos, somente estamos fazendo remanejos dos controladores existentes.

Nosso foco é acabar com o rótulo de indústria da multa; queremos sim trazer segurança aos condutores e pedestres de Cachoeirinha, com responsabilidade e seriedade.”

LEIA MAIS

Motorista diz que pardal está irregular e secretário discorda

Flores da Cunha terá mais um sistema de pardais

Publicidade
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.