Prefeitura emite Nota Oficial sobre greve no Padre Jeremias – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Foto: Sindisaúde/Divulgação

Prefeitura emite Nota Oficial sobre greve no Padre Jeremias

Greve iniciou nesta segunda-feira (1) e funcionários querem garantia de que vão receber as rescisões trabalhistas

Cachoeirinha – A rede municipal de Saúde está em condições de absorver a demanda extra que iniciou nesta segunda-feira (1) depois que funcionários entraram em greve. A categoria quer do governo do Estado, responsável pelo hospital, a garantia de que os trabalhadores vão receber as rescisões trabalhistas. Na próxima segunda-feira (8), a gestão sai das mãos da Fundação Universitária de Cardiologia (FUC) – Instituto de Cardiologia e passa para o Hospital Ana Nery, de Santa Cruz do Sul, que foi contratado emergencialmente por 180 dias.

Publicidade

O problema é que a FUC, que está em recuperação judicial, alega não ter cerca de R$ 41 milhões para as rescisões, considerando na conta os funcionários do hospital de Alvorada, que também vai trocar de gestão. Ambas as casas de saúde são geridas pelo Instituto de Cardiologia.

Publicidade

Na próxima quinta-feira (4) haverá uma nova reunião e mediação no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região envolvendo seis sindicatos que representam funcionários dos dois hospitais e representantes do Governo do Estado.

Confira, abaixo, a Nota Oficial da Prefeitura de Cachoeirinha:

Publicidade

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de Cachoeirinha, por meio deste comunicado, vem a público expressar seu posicionamento em relação à greve dos funcionários do Hospital Padre Jeremias, instituição sob gestão estadual e atualmente em processo de transição administrativa.

Há meses, a Prefeitura de Cachoeirinha e a população de nossa cidade têm verificado dificuldades constantes na gestão do Hospital Padre Jeremias, resultando em deficiências e insuficiências no atendimento à nossa comunidade. Esta situação tem gerado uma crescente descrença na atual gestão do hospital por parte da população.

Como resposta a essa emergência, o sistema municipal de saúde já tem absorvido uma parcela significativa dos atendimentos que deveriam ser realizados no Hospital Padre Jeremias. Neste cenário, buscamos ampliar o quadro de médicos, enfermeiros e equipe de suporte, e estamos em fase final de contratação para uma ainda maior ampliação de médicos, além de estender o horário de atendimento da UBS Odil Silva de Oliveira até as 22h.

É importante ressaltar que o sistema de saúde municipal está comprometido em absorver o máximo possível dos atendimentos durante esse período de greve dos funcionários do Hospital. Para casos que normalmente seriam encaminhados para o Hospital Padre Jeremias, os pacientes serão direcionados para os hospitais designados pelo Governo do Estado como referência. Com o intuito de facilitar o deslocamento e aprimorar o atendimento da nossa comunidade, disponibilizaremos ambulâncias para garantir que

todos os pacientes recebam o tratamento adequado, dirigindo-se para o hospital para o qual forem encaminhados pelo Governo do Estado.

Reconhecemos e respeitamos o direito do sindicato em defender os interesses dos funcionários, mas lamentamos o uso político e partidário por um vereador de nossa cidade que está sendo feito neste momento, sem considerar o impacto nas vidas e na saúde da comunidade de Cachoeirinha que necessita de atendimento hospitalar. Reiteramos o compromisso da Prefeitura de Cachoeirinha em trabalhar fortemente, junto ao Governo do Estado, para que a nova gestão do Hospital Padre Jeremias, o Hospital Ana Nery, assuma suas responsabilidades o mais breve possível, buscando um atendimento de melhor qualidade e promovendo melhorias na estrutura.

A população de Cachoeirinha merece um atendimento digno, e estamos firmemente contrários àqueles que desejam manter a atual gestão, utilizando os trabalhadores da saúde para dificultar a transição, mesmo diante das evidentes deficiências, prejudicando muito quem busca o serviço de saúde do Hospital Padre Jeremais.

Queremos reforçar que estamos do lado da população que deseja um hospital com atendimento digno e com mais qualidade, e estamos empenhados em fazer com que isso aconteça, mesmo que forças contrárias tentem manter tudo como está, algo que não vamos admitir e que sabemos não atenderá aos interesses da população.

Juntos, vamos superar esses desafios e construir uma saúde e um hospital que a população de Cachoeirinha merece.

Atenciosamente,

Diretoria de Comunicação

Prefeitura de Cachoeirinha

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.