Polícia Federal deflagra operação que investiga compra de telas interativas – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
PF na prefeitura - Foto: Divulgação

Polícia Federal deflagra operação que investiga compra de telas interativas

Aquisição de R$ 10 milhões em equipamentos para escolas municipais é investigada na Operação Rêmora

Cachoeirinha – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (14) a Operação Rêmora, para investigar desvio de recursos públicos, corrupção ativa e passiva e crimes licitatórios praticados a partir da aquisição de equipamentos para escolas do município de Cachoeirinha. Desde o início da manhã, dez agentes estão na Superintendência de Compras e Licitações da prefeitura recolhendo documentos.

Publicidade

Policiais federais cumprem nove mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), nos municípios de Porto Alegre (1), Cachoeirinha (3), Lajeado (3), Guaporé (1) e Estrela (1), todos no Rio Grande do Sul.

Publicidade

Na operação deflagrada pela Polícia Federal, apura-se a aquisição de 321 lousas interativas para escolas do município, com valor aproximado de R$ 10 milhões, realizadas pela Prefeitura de Cachoeirinha no segundo semestre de 2022, destinadas para a secretaria municipal de Educação.

A investigação teve início em novembro de 2023, a partir de notícias publicadas pela imprensa e apontamentos em relatórios de auditoria do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE/RS). As informações indicam que a empresa investigada foi contratada por diversas prefeituras do Rio Grande do Sul por meio de adesões a atas de Registro de Preço.

Publicidade

A investigação da Polícia Federal identificou alvos comuns com a Operação Conexão, da Polícia Civil, resultando na execução coordenada de parte dos mandados de busca e apreensão cumpridos nesta quinta-feira, de acordo com a esfera de atuação de cada instituição.

O nome da operação faz referência a adesões a Atas de Registros Públicos, que é conhecido como “efeito carona”. Rêmora é o peixe que se acopla em outros animais marinhos, geralmente tubarões, alimentando-se de seus restos de alimentos e pegando carona no animal que se acoplou.

A prefeitura foi procurada pela reportagem e a assessoria de imprensa informou que está apurando o assunto para fazer uma manifestação.

LEIA MAIS

Entenda o que está sendo investigado

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.