Pior semana da Covid: relato dramático, recorde de mortes e aumento de casos - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Gelson Braga: "O bicho não é pouco." - Foto: Reprodução

Pior semana da Covid: relato dramático, recorde de mortes e aumento de casos

Cachoeirinha viveu seus piores dias desde o início da pandemia e a média móvel de casos mostra que o pico ainda não chegou

Cachoeirinha – A semana está chegando ao seu final e foi a pior da Covid-19 em Cachoeirinha desde o início da pandemia. Desde o último domingo, o primeiro dia de agosto, entraram para as estatísticas do Boletim Epidemiológico da secretaria municipal da Saúde nove mortes.

Publicidade

Na live do final da manhã desta sexta-feira (7), o prefeito Miki Breier comunicou a ocorrência das duas mais recentes mortes de pessoas que contraíram o novo coronavírus e tiveram a saúde comprometida pela Covid-19. Ambas são de homens. Um tinha 56 anos e estava internado em Santa Maria. O outro tinha 71 anos e estava internado no hospital Padre Jeremias. Ele apresentava outras doenças. Ambos tiveram Síndrome Respiratória Aguda Grave.

A cidade já registra 29 mortes e o número de casos confirmados chegou a 1470, sendo que deste total, 1.025 são considerados recuperados. O número de pessoas aguardando o resultado de exames também é um recorde: são 172. Já foram aplicados 5.030 testes. Os dados, embora sejam do Boletim desta sexta, são os acumulados até quinta-feira.

A média móvel de casos que vem sendo realizada pelo site oreporter.net, seguindo exemplo de veículos de comunicação em todo o mundo, aponta que Cachoeirinha deixou a estabilidade e bateu o pico que havia registrado em 15 de julho.

Publicidade

Nos últimos sete dias, a média ficou em 34,57 casos representando uma alta de 35,14% em relação há 14 dias. A média móvel diária, levando em conta o número de casos em sete dias, vem sendo adotada para permitir uma melhor visualização do comportamento do contágio ao longo de um período.

Ela atenua as variações abruptas diárias e forma uma cuva que permite uma visão de alta, estabilidade ou queda nos casos. Especialistas consideram que há uma estabilidade quando a variação não ultrapassa 15% para mais ou para menos. Por alguns dias, Cachoeirinha esteve em um quadro de estabilidade, embora com médias altas de positivados. Isto mudou desde a última quarta-feira na comparação com os números de 14 dias atrás. No quadro acima, as colunas em azul mostram os casos diários e a linha vermelha é a média móvel.

DEPOIMENTO DRAMÁTICO

A pior semana da Covid em Cachoeirinha registrou a internação do secretário da Saúde, José Luis Barbosa, e o depoimento dramático do coordenador da Vigilância Epidemiológica, o ex-vereador Gelson Braga.

No seu perfil no Facebook, ele postou um vídeo que já tem quase 50 mil visualizações e 1,1 mil compartilhamentos. “O bicho não é pouco. Sou vítima da Covid-19. Dois a três dias atrás começaram os sintomas e há dois dias o meu terrorismo. Cai num terro porque começou a faltar ar”, relata. Ele está internado no hospital Conceição em Porto Alegre.

Assista ao vídeo

Sou VÍTIMA DA COVID 19 NOVO CORONAVÍRUS, que atingiu os PULMÕES ( super dificuldade de RESPIRAR )AVISO DE UTILIDADE PÚBLICA, talvez o mais importante que fiz nós últimos 26 anos que trabalho PREVENÇÃO, CUIDADOSACREDITEM , essa desgraça de doença, TE ISOLA DE TUDO DENTRO DE UM HOSPITAL, A LUTA É SOBREVIVER, É VIVER.Façam uso de MÁSCARA, ISOLAMENTO SOCIAL, EVITEM AGLOMERAÇÕES , EVITEM CHURRASCADAS, PARCÃO, PRACINHAS , isso logo passará , mas ACREDITEM, neste momento TÁ BOMBANDO.Elogiar, orar ,respeitar, agradecer os SERVIDORES DA SAÚDE que os atendem é IMPORTANTE, pois são SUPER HERÓIS COMPARTILHEM QUE A COVID 19 É HORRÍVEL, INVISÍVEL, ATERRORIZADOR, .. GELSON BRAGA

Posted by Gelson Braga on Monday, August 3, 2020

Ele relata que viu pessoas agonizando, outras sendo entubadas. Junto com o vídeo ele postou um texto. “ACREDITEM , essa desgraça de doença, TE ISOLA DE TUDO DENTRO DE UM HOSPITAL, A LUTA É SOBREVIVER, É VIVER. Façam uso de MÁSCARA, ISOLAMENTO SOCIAL, EVITEM AGLOMERAÇÕES , EVITEM CHURRASCADAS, PARCÃO, PRACINHAS , isso logo passará , mas ACREDITEM, neste momento TÁ BOMBANDO.”

Distribuição dos casos por faixa etária

As mortes de agosto

Óbito 21 – Mulher, 60 anos, com comorbidades, internada em Hospital de Porto Alegre, com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 22 – Mulher, 72 anos, com comorbidades, internada em Hospital de Porto Alegre, com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 23 – Homem, 66 anos, com comorbidades, internado em Hospital de Porto Alegre.

Óbito 24 – Mulher, 66 anos, com comorbidades, internada em Hospital de Porto Alegre.

Óbito 25 – Homem, 73 anos, com comorbidades, internado em Hospital de Garibaldi, com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 26 – Homem, 58 anos, com comorbidades, internado em Hospital de Cachoeirinha, com síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 27 – Mulher, 78 anos, com comorbidades, internada em Hospital de Porto Alegre com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 28 – Homem, 56 anos, com comorbidades, internado em Hospital de Santa Maria com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Óbito 29 – Homem, 71 anos, com comorbidades, internado em Hospital de Cachoeirinha com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.