Peça "Nosso Estado de Sítio" é grande vencedora do Festival Estadual de Teatro de Gravataí - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Noite dos premiados - Foto: Paloma Vargas/PMG

Peça “Nosso Estado de Sítio” é grande vencedora do Festival Estadual de Teatro de Gravataí

Na categoria infantil quem levou o maior prêmio foi “Diário Inexistente”

Gravataí – Depois de quatro dias e milhares de pessoas que lotaram a plateia do Teatro do Sesc, o 5° Festival Estadual de Teatro de Gravataí teve a sua premiação na noite da última sexta-feira (30). O grande vencedor como melhor espetáculo adulto foi “Nosso Estado de Sítio” do Coletivo União de Artistas da UERGS de Montenegro. Na categoria infantil, quem levou o primeiro lugar foi o Diário Inexistente, do Grupo Pegamôt de Harmonia. Ao todo, foram entregues 27 troféus, sendo que dois foram por juri popular (confira toda a lista de vencedores abaixo).

Publicidade

O 5º Festival Estadual de Teatro é uma iniciativa da Prefeitura de Gravataí, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, Esporte e Lazer (SMCEL), com a parceria do Serviço Social do Comércio (Sesc) de Gravataí e apoio institucional do Instituto Estadual de Artes Cênicas (Ieacen). A iniciativa teve como objetivo fomentar as Artes Cênicas de Gravataí e do estado, além de estimular a criação artística e crítica de arte, oportunizar o intercâmbio entre artistas, diretores, técnicos e público presente. Também visava  incentivar o desenvolvimento dos festivais de teatro do estado e possibilitar o crescimento da cultura criativa que abrange todos os mecanismos envolvidos na realização de um festival. Ainda apoiaram a ação a Ulbra Campus Gravataí, CTG Aldeia dos Anjos, Casa dos Açores do Rio Grande do Sul, Select Pub e Interior em Cena.

Segundo o representante do Coletivo União de Artistas da UERGS de Montenegro, Marcelo Adams, é uma alegria ser reconhecido como melhor espetáculo adulto. “Mesmo com todas as dificuldades que o teatro e a arte tem, aliados a estarmos em período letivo e sermos de uma universidade, conseguimos trazer mais de 10 pessoas para participar do festival e fizemos o nosso melhor. Esta é a primeira vez em um festival e saímos com alguns prêmios. estou muito orgulhoso do resultado.”

Representando o governo municipal, a titular da SMCEL, Fernanda Fraga, destacou a importância do Fundo Municipal da Cultura, feito pelo governo Marco Alba ainda em 2014. “Com este respeito pela arte e a criação do fundo conseguimos retomar diversas atividades que já haviam feito parte da história da arte desta cidade, como as oficinas de artes e os festivais estudantil e estadual de teatro. Sou grata a cada um dos grupos que vieram até a nossa cidade agregar conhecimento e sentimento com esta iniciativa.”

Publicidade

O representante do Sesc Gravataí, o agente de cultura Tiago Zaniratti, parabenizou a todos os envolvidos e colocou a Sesc à disposição das ações de arte e cultura do município de Gravataí. Já o representante do Conselho Estadual da Cultura Plínio Mosca destacou a obrigação do conselho em enaltecer e apoiar todas as ações ligadas à arte. “É um especial prazer ver uma plateia de teatro cheia, como esta. Tenho certeza que todos estamos saindo mais ricos do que entramos.” O representante dos coordenadores de festivais do interior do RS, Douglas Barbosa, comentou que este tipo de ação “é sempre rica, tanto para os artistas que a produzem e realizam, como para a comunidade que tem acesso e pode assistir e participar”. 

PREMIADOS:

  • Melhor Caracterização Cênica Infantil: Núcleo Teatral – “A Incrível Viagem do Navio Geringonça”
  • Melhor Caracterização Cênica Adulto: Cristian Beltran – “O Ninguém”
  • Melhor Figurino Infantil: João Renato Leão – “A Incrível Viagem do Navio Geringonça”
  • Melhor Figurino Adulto: Dirce Orth – “Filhas do Sal”
  • Melhor Trilha Sonora infantil: Dudu Xavier – “Caravana da Fantasia Conta o Patinho Feio”
  • Melhor Trilha Sonora Adulto: Coletivo União de Artistas da UERGS – “Nosso Estado de Sítio”
  • Melhor Cenário Infantil: José Renato Leão – “A Incrível Viagem do Navio Geringonça”
  • Melhor Cenário Adulto: Jardel Rocha – “Filhas do Sal”
  • Melhor Iluminação Infantil: Jardel Rocha – “Diário Inexistente”
  • Melhor Iluminação Adulto: Everton Wilbert – “Filhas do Sal”
  • Melhor Texto (original ou adaptação) Infantil: Jardel Rocha e Pedro Bertoldi – “Diário Inexistente”
  • Melhor Texto (original ou adaptação) Adulto: Pedro Bertoldi – “Filhas do Sal”
  • Melhor Atriz Coadjuvante Infantil: Clarissa Siste – “Caravana da Fantasia Conta o Patinho Feio”
  • Melhor Atriz Coadjuvante Adulto: Emanuelle Vargas Ayres e Julia Lesbika – “40 Segundos”
  • Melhor Ator Coadjuvante Infantil: Bruno Freitas – “A Incrível Viagem do Navio Geringonça”
  • Melhor Ator Coadjuvante Adulto: Anderson Farias – “Dois Perdidos Numa Noite Suja”
  • Melhor Atriz Infantil: Sofia Heizmann – “Diário Inexistente”
  • Melhor Atriz Adulto: Edelwaiss Ramos – “Olga”
  • Melhor Ator Infantil: Dudu Xavier – “A Incrível Viagem do Navio Geringonça”
  • Melhor Ator Adulto: Jadson Silva – “Dois Perdidos Numa Noite Suja”
  • Melhor Direção Infantil: Jardel Rocha – “Diário Inexistente”
  • Melhor Direção Adulto: Marcelo Adams – “Nosso Estado de Sítio”

VENCEDORES PELO VOTO POPULAR

  • Juri Popular Melhor Espetáculo Infantil: “Caravana da Fantasia Conta o Patinho Feio” – Cia. De Arte Tríade de Porto Alegre
  • Juri Popular Melhor Espetáculo Adulto: “Olga” – Grupo Artisticamente de Canela
  • Prêmio Especial do Juri: Atores e atrizes do Coletivo União de Artistas da UERGS, pelo trabalho de pesquisa cênica elaborada enquanto conjunto do elenco.

VENCEDORES JURI OFICIAL

Melhor Espetáculo Categoria Infantil:

  • 3° Lugar: “Caravana da Fantasia Conta o Patinho Feio” – Cia. De Arte Tríade de Porto Alegre
  • 2° Lugar: “Cada um Cuida do Seu Nariz” – Grupo Teatral In Love de Três Coroas
  • 1° Lugar: “Diário Inexistente” – Grupo Pegamôt de Harmonia

Melhor Espetáculo Categoria Adulto:

  • 3° Lugar: “Dois Perdidos Numa Noite Suja” – Grupo Loucos Por Palco de Santa Rosa
  • 2° Lugar: “Filhas do Sal” – Grupo ‘Foi o que eu Disse’ de Harmonia
  • 1° Lugar: “Nosso Estado de Sítio” – Coletivo União de Artistas da UERGS de Montenegro

Foram jurados do Festival:

Vika Schabbach – Atriz, dramaturga e professora. Formada em Interpretação Teatral e Licenciatura em Artes Cênicas. Mestre em Artes Cênicas e doutoranda em Teatro no Programa de Pós-graduação da UFRGS. Foi coordenadora de produção do Festival Internacional Porto Alegre em Cena; atuou como atriz em espetáculos como, Platão dois em um, Boca de Ouro, Medeia e Barão nas Árvores; trabalhou na Companhia Depósito de Teatro e no Grupo Cuidado que Mancha. Hoje é professora universitária no curso de Especialização em Artes Cênicas e na Faculdade Monteiro Lobato.

Camila Bauer – Diretora teatral, dramaturga e professora do Departamento de Arte Dramática da UFRGS. Dirige o coletivo Projeto GOMPA, com o qual montou diversos espetáculos para adultos e crianças, os mais recentes sendo, Inimigos na Casa de Bonecas, vencedor de prêmios internacionais. Ministra oficinas de dramaturgia e criação cênica, em diferentes lugares do Brasil, como também em outros países como México, Espanha, França, Bélgica e Grécia. 

Marcelo Restori – Diretor de teatro, ator e cineasta, considerado precursor do teatro performático no Rio Grande do Sul. Fundador do Grupo Falos & Stercus com o qual esteve até 2017. Hoje, integrante do Coletivo Teatro da Crueldade, da diretiva do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões RS e Conselheiro Estadual de Cultura desde 2018.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.