Miki quebra o silêncio e fala pela primeira vez desde que foi afastado do cargo - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Miki Breier - Foto: Reprodução

Miki quebra o silêncio e fala pela primeira vez desde que foi afastado do cargo

Prefeito divulgou vídeo em rede social onde afirma que não existem provas do seu envolvimento em supostas irregularidades

Cachoeirinha – Afastado do cargo por 180 dias desde 30 de setembro, dia em que foi realizada pelo Ministério Público a Operação Ousadia, o prefeito Miki Breier se manifestou publicamente pela primeira vez nesta sexta-feira (19). Foi através de um vídeo publicado em sua página no Facebook. Miki resolveu falar depois que vazaram um vídeo da intimidade da sua casa gravado pelo Ministério Público durante uma das operações. O material integra as investigações e o processo está em segredo de justiça.

“A oposição tenta manipular a opinião pública. A oposição vazou um conteúdo que está sob investigação de uma forma distorcida e completamente arbitrária, no intuito de manipular a opinião pública e promover um julgamento tendencioso de forma antecipada, unilateral e sem qualquer oportunidade de defesa. Algo que vai totalmente contra o devido processo legal.Em todas as minhas funções a serviço da população, sempre pautei minha atuação pela ética, transparência, diálogo e respeito às leis.Não conseguirão me desestabilizar. A verdade venceu outras vezes e irá vencer novamente”, escreveu o prefeito.

Publicidade

No vídeo, ele salienta que o tempo é o senhor da razão. “Por isso mesmo aguardei esse tempo para hoje me manifestar aqui. Venho enfrentando um processo injusto. Estamos organizando as respostas sobre as denúncias apresentadas. A opinião pública já julgou e condenou de forma antecipada, unilateral e sem qualquer oportunidade de defesa, algo que vai totalmente contra o devido processo legal. Mesmo assim, mantive minha conduta que sempre pautou minha jornada na vida pública. Agi com transparância para esclarecer todos os fatos e prestando apoio a todas as demais da justiça e dos órgãos investigadores”, disse.

Miki ainda salientou que em nenhum momento foram apresentadas provas que o vinculem a irregularidade na gestão de contratos de empresas terceirizadas responsáveis pela limpeza urbana. “Foi construída uma narrativa que não se sustenta em provas e detalhes. Não descreve quais as ações que eu teria cometido para prejudicar a cidade. Não comprovou o resultado previsto em cada um dos crimes atribuídos a mim e tão pouco trouxe indícios de que eu teria recebido qualquer vantagem. Tudo o que já são presunções, pré-julgamentos com base em episódios recortados. O único resultado prático disso tudo foi a violação da decisão soberana da população que, democracaticamente, me conduziu à honrosa tarefa de liderar a prefeitura de nossa cidade”, frisou.

Publicidade

Confira o vídeo:

Ainda sem saber do novo pedido de cassação do seu mandato, o prefeito falou sobre o anterior para agradecer o Legislativo por não ter aceito a denúncia. “Eu, mais do que ninguém, sou o mais interessado que tudo se esclareça”, disse. Ele também ressaltou que em 30 anos de vida pública nunca respondeu a um processo criminal. “Quero agradecer o carinho e as manifestações de apoio que tenho recebido durante todo esse tempo. Elas me fortalecem nesta luta para mostrar a verdade.”

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.