Miki passa à limpo ações contra Covid e antecipa tema futuro - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Miki concedeu coletiva por um aplicativo - Foto: Larissa Ribeiro/PMC

Miki passa à limpo ações contra Covid e antecipa tema futuro

Prefeito concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (11) por uma ferramenta de conferência para manter distanciamento social

Cachoeirinha – O prefeito Miki Breier fez um balanço das ações colocadas em prática para o enfrentamento do novo coronavírus na manhã desta segunda-feira (11) através de uma entrevista coletiva à imprensa, realizada através de um aplicativo para manter o distanciamento social recomendado pelas autoridades de saúde. O novo modelo de distanciamento social controlado, cujos protocolos para regiões com base em bandeiras e segmentos foram detalhados no sábado pelo governador Eduardo Leite, conforme Miki, está sendo analisado.

Publicidade

Cachoeirinha, recordou o prefeito, foi um dos primeiros municípios gaúchos a suspender as aulas em 13 de março e passou a colocar em prática um conjunto de ações enfatizando a necessidade da higienização de ambientes e conscientização da população para medidas de higiene pessoal, distanciamento social e uso de máscara. O governador, lembrou o prefeito, determinou uma série de normais que valem independentemente da cor da bandeira de cada região. O uso obrigatório de máscara nas ruas é uma delas.

Confira a seguir os principais pontos da coletiva

Achatamento da curva

Publicidade

Os cuidados preventivos determinados pelo poder público e seguidos pela população, conforme o prefeito, ajudaram no achatamento da curva de contágio. Além disso, o investimento no hospital de campanha no Ginásio da Fátima, que tem 40 leitos de enfermaria, 15 de isolamento e oito de UTI, contribuiu para dar tranquilidade no enfrentamento dos casos que necessitem de internação. “Há suspeitos internados”, disse, mas não tinha os dados estatísticos do uso da estrutura.

Mais testes

Cachoeirinha está usando 300 testes contratados junto a um laboratório particular e aguarda do estado 1,5 mil testes rápidos. Os exames são considerados importantes porque dão uma noção mais real do número de contagiados, permitindo uma melhor avaliação de medidas a serem tomadas.

Câmara de Vereadores

O prefeito lamentou a demora da Câmara em votar os projetos voltados para a área da saúde. Ele chegou a anunciar, mostrando um documento, que a Prefeitura vai solicitar ao Legislativo dados como o número de Sessões realizadas esse ano para apreciação de CPIs. A Procuradoria Geral estuda ação judicial para forçar a votação de projetos liberando recursos para serem aplicados na área da saúde.

Queda na arrecadação

Desde fevereiro, a Prefeitura começou a sentir os impactos da crise provocada pelo novo coronavírus. Segundo o prefeito, a cidade perdeu em média R$ 5 milhões de receita por mês desde fevereiro. O plano de socorro da União para estados e municípios, cujo repasse direto para aplicação livre para Cachoeirinha deverá ser de R$ 15 milhões, pagos em quatro parcelas, vai ajudar a amenizar a queda na arrecadação

Aniversário do Município

Tendo em vista as medidas restritivas, a Semana de Aniversário de Cachoeirinha, que completa 54 anos na próxima sexta-feira (15), será diferenciada. Um grupo de 20 artistas gravou apresentações que serão reproduzidas em redes sociais. Será lançada a Campanha Espalhe Amor, unificando a Campanha do Agasalho com as ações do Comitê da Solidariedade. Na distribuição de cestas básicas, já foram atendidas 2,4 mil famílias. Os atendimentos serão realizados com base nos cadastros dos CRAs e secretaria da Educação. O prefeito também destacou que a iniciativa de ONGs e igrejas, entre outras, para a distribuição de alimentos é importante. Ele salientou, contudo, que é importante que as áreas beneficiadas sejam informadas para a Prefeitura para evitar que determinado bairro seja atendido mais de uma vez enquanto outro ficou desassistido.

20 mil máscaras para a periferia

A Prefeitura não tem um mapeamento dos casos confirmados por bairro. Segundo o prefeito, os positivados residem na região central e bairros de classe média. “Não chegou ainda na zona mais periférica”, disse. A preocupação é maior com a periferia devido as condições de moradia, já que casas reúnem mais pessoas e há aglomeração de construções. Miki antecipou que uma empresa, cujo nome não foi divulgado, se prometeu fazer a doação de 20 mil máscaras. Elas serão destinadas para as áreas mais podres da cidade.

Socorro da União

Além do repasse de aproximadamente R$ 15 milhões em quatro parcelas, o plano de socorro da União para estados e municípios vai permitir a renegociação de dívidas e financiamentos, além da suspensão de recolhimento previdenciário dos servidores públicos. Entre as obrigações, Cachoeirinha tem cerca de 500 mil dólares a serem pagos a cada semestre para o Fonplata, recursos usados na reforma da Flores da Cunha. O secretário da Fazenda, Nilo Moraes, havia dito à reportagem na semana passada, que são 307 mil dólares. As renegociações, conforme o prefeito, permitirão uma amenização nos efeitos da crise.

Funcionalismo é prioridade, mas poderá ter salário parcelado

Não está descartada a possibilidade de o salário do funcionalismo ser parcelado daqui há alguns meses. Tudo vai depender do desempenho da arrecadação. Conforme o prefeito, o pagamento da folha é uma prioridade do Governo e medidas vêm sendo adotadas para evitar o parcelamento. “Penso que aqui na nossa região, todos os prefeitos estão com esta dificuldade. Estamos segurando a onda e evitando gastos em outras áreas para manter a folha em dia”, falou, salientando que não está “descartado de todo” um eventual parcelamento.

Cachoeirinha tem muitos casos

Cachoeirinha tem quase o mesmo número de casos de Covid-19 confirmados na comparação com Gravataí, que tem cerca de 150 mil habitantes a mais. Para o prefeito, isto deve ser um reflexo da maior circulação de pessoas em Porto Alegre. Além disso, destacou, Cachoeirinha tem uma área territorial muito pequena sendo cerca de 10 vezes menor que a de Gravataí. Isto significa que a proximidade das pessoas é maior. Além disso, a secretaria da Saúde vem aplicando testes em massa.

O que fazer no pós-pandemia?

Falando sobre o pós-pandemia, o prefeito Miki Breier salientou que será necessário o novo prefeito ter em seu programa de governo ações para minimizar os efeitos da crise econômica e social na parcela mais carente da população. Para ele, na campanha eleitoral deste ano “vai ter que aparecer”nas propostas de candidatos alternativas para o enfrentamento do problema. Miki argumenta que deverá haver uma preocupação e programas para os pequenos empreendedores e até mesmo algo como uma renda mínima municipal precisa ser analisada.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.