Templates by BIGtheme NET
Home / POLÍTICA / Marco vai deixar o PSB e critica partido por querer cargos no governo Leite
Marco vai para o PSDB - Foto: Arquivo/oreporter.net

Marco vai deixar o PSB e critica partido por querer cargos no governo Leite


O vereador e ex-presidente da Câmara, que chegou a ser prefeito em exercício no governo Miki Breier, está de malas prontas para ir para o PSDB, partido do governador eleito


O vereador e ex-presidente da Câmara de Vereadores, Marco Barbosa, confirmou há pouco que vai deixar o PSB e que está de malas prontas para se filiar ao PSDB, partido do governador eleito, Eduardo Leite, para quem fez campanha contrariando a orientação dos socialistas de apoiar a reeleição do atual governador, José Ivo Sartori.

Segundo o parlamentar, não há clima mais para sua permanência no convívio com os socialistas. Ele aguarda a abertura da janela de transferências para migrar em definido para o PSDB. “Já passei por muita coisa dentro do partido. Acho que não sou valorizado e são sempre os mesmos grupos. Chegaram a falar na Executiva Estadual em me expulsar porque eu estava fazendo campanha para o Eduardo Leite, agora querem cargos no governo. São uns oportunistas”, desabafa Barbosa se referindo as negociações do presidente estadual, o deputado federal José Stédile, cotado para ter uma secretaria no caso de ser fechada uma aliança com Leite.

Publicidade

“Se quiserem me expulsar mesmo, vão me fazer um favor”, avisa. Barbosa não pode deixar o PSB antes da janela, pois perderia o mandato de vereador. Ele confirma que seu nome chegou a ser ventilado para assumir a secretaria de Segurança no novo governo do Estado. O vereador é muito amigo do vice-governador, o delegado Ranolfo.

“Sei que isso chegou a ser comentado, mas não é o momento. Eu teria que me licenciar e isso atrapalharia o fortalecimento do PSDB aqui na cidade. Temos um trabalho muito grande pela frente para formarmos a nossa nominata e estruturarmos o partido”, explica.

Na próxima eleição municipal, a coligação para a eleição de vereadores não será mais permitida. Para Marco, isso torna mais fácil o fortalecimento do seu novo partido. “Estamos trabalhando para construirmos uma nominata forte com os 26 nomes. Pretendemos eleger pelo menos dois vereadores e sonhamos com a possibilidade de termos até quatro”, revela.

O PSDB faz parte da base de sustentação do governo Miki Breier e Barbosa revela que seu descontentamento com o PSB não vai atrapalhar em nada a aliança. O vereador é cunhado do prefeito, mas questões familiares não interferem na política, segundo ele. “Essa questão de coligação vai ser discutida quando chegar o momento oportuno. Não descartamos a possibilidade de lançarmos o nosso candidato a prefeito”, argumenta.

Quanto ao seu apoio ao governo Miki, Barbosa diz que vai manter uma posição de neutralidade, apoiando projetos que considerar importantes para a cidade e votando contra ou questionando o que acha inadequado. “O que eu achar que está errado, vou continuar apontado. Além disso, tenho um compromisso com meus eleitores”, afirma.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.