Templates by BIGtheme NET
Home / POLÍTICA / Loreny critica vereador Marco Barbosa

Loreny critica vereador Marco Barbosa


“O que ele classifica como defeito e oportunismo nós avaliamos como qualidade e lealdade.”


A integrante do Diretório estadual e municipal do PSB, que integrou os governos passados de José Stédile e Luiz Vicente Pires, Loreny Bittencourt, enviou e-mail para a redação de oreporter.net se manifestando sobre o posicionamento do vereador Marco Barbosa, que anunciou que pretende deixar o partido e se filiar do PSDB. O parlamentar considerou oportunista a negociação que o deputado federal José Stédile, presidente estadual da sigla, iniciou com o governador eleito Eduardo Leite para que a bancada socialista apoie os projetos dos tucanos.

O PSB integra o governo de José Ivo Sartori e estava na coligação derrotada nas urnas em outubro. Já Marco Barbosa fez campanha para Eduardo Leite e em matéria publicada nesta terça-feira em oreporter.net confirmou que vai sair do PSB.

Publicidade

Confira abaixo, na íntegra, o e-mail enviado por Loreny

PÁSSARO SEM NINHO

Em relação as afirmações e planos do vereador Marco Barbosa, de Cachoeirinha, no veículo de comunicação on-line “0 Repórter Net”, como membro do diretório estadual e municipal, cabe-me fazer contraponto à matéria e a seus argumentos.

Diz a matéria que o vereador quer migrar do ninho socialista para o PSDB do governador eleito, mas é contrário ao PSB fazer parte do novo Governo. Ao que podemos perceber, ele torce para que o novo Governo (que ele quer fazer parte) não tenha êxito, uma vez que é fundamental para Eduardo Leite o apoio da bancada socialista na Assembleia.

Entendemos que alguém com tal postura não possui estofo para definir a outrem por oportunista. Não me espanta a afirmação de que o vereador pretende sair do partido. O que me admira é ele avocar para si o direito de criticar à possibilidade de que o PSB possa vir a compor a base do governo Eduardo Leite para possibilitar a governabilidade e aprovação de leis e medidas indispensáveis à recuperação do Estado. Esquece que somos um partido que tem compromisso com o Rio Grande do Sul.

Numa democracia onde “o poder emana do povo e em seu nome é exercido” a composição política está no âmago do sistema. Convém dizer que a direção estadual foi CONVIDADA pelo governador eleito para discutir condições de participação do partido no futuro governo, como o foram outras agremiações partidárias, sem demérito ao governador ou aos partidos.

A decisão do PSB será tomada pelo Diretório Estadual dia 01/12, ouvidos todos os membros bem como pelos atuais deputados e aos eleitos conforme convocação e pauta.

O vereador talvez tenha esquecido de dizer que sempre teve e ainda detém cargo no governo do estado (no governo Sartori para quem não fez campanha), na administração municipal e na assessoria do gabinete do deputado federal José Stedile a quem critica na matéria.

Espero que no partido que diz querer criar, ou melhor migrar, já que o PSDB está formalmente constituído no município, ele venha a ter maior compromisso na observação das decisões partidárias o que não lhe é comum.

Por fim, há que se destacar que boa parte da base partidária defendia outra composição e coligação nas eleições passadas, mas a minoria foi vencida e os verdadeiros militantes passaram a defender a decisão da democracia interna do partido. Portando, o que ele classifica como defeito e oportunismo nós avaliamos como qualidade e lealdade.

Como contraponto final temos que referir que na política, como em todas as relações sociais e profissionais valores pessoais, ética e caráter não nos são atribuídos, nós detemos em nossa personalidade e quando realmente existentes são reconhecidas por nossos pares e pela sociedade.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.