Inter vence o Vasco e segue na liderança com um ponto de diferença - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Gualhardo marca no seu retorno depois de lesão - Foto: Ricardo Duarte/Inter

Inter vence o Vasco e segue na liderança com um ponto de diferença

Vitória por 2 a 0 em São Januário foi com gols de Dourado e Gualhardo

O Clube do Povo superou o Vasco, em São Januário, por 2 a 0. Dourado, cedo na etapa inicial, e Galhardo, aos 50 do segundo tempo, marcaram na vitória do Inter. Disputada a partir das 16h deste domingo (14/02), a partida integrou a 36ª rodada do Nacional.

Publicidade

O Clube do Povo volta a campo no próximo domingo (21/02), às 16h, no Maracanã. Diante do Flamengo, os comandados de Abel Braga disputam a penúltima rodada do Brasileirão. O duelo envolve líder, Inter, com 69 pontos, e vice, dono de 68.

Ignorando o mando de campo adversário, o Inter tomou as rédeas nos primeiros movimentos da partida. Intenso no campo de ataque, o Clube do Povo apertou a saída de bola rival e construiu veloz movimentação na linha de frente. Aos 9, quando Fernando Miguel já somava duas grandes defesas, Dourado foi soberano na área carioca e, no contrapé do arqueiro, testou forte, colocando o Inter na frente.

À frente no marcador, o Inter passou a dosar o ritmo da partida. Alternando entre momentos de maior presença ofensiva e outros de retaguarda mais bem postada, o Clube do Povo construiu boas escapadas, por pouco não consagradas em bola na rede adversária. Do outro lado, o Vasco apostava em bolas alçadas na área colorada, mas não incapazes de oferecer uma finalização que atingisse a meta alvirrubra.

Publicidade

Protagonismo da arbitragem

A etapa final contou com critérios bastante duvidosos de parte da arbitragem. Apresentando excessivo rigor contra o Clube do Povo, o homem do apito assinalou pênalti muito polêmico para o Vasco, aos 30. A falta, verdade seja dita, ocorreu durante contexto de pressão dos locais, que martelavam em busca do empate.

Responsável pela cobrança, Cano desperdiçou. O Inter, consciente de que não restava tempo a perder, entendeu o recado e voltou a pressionar. Nos acréscimos, Peglow e Galhardo colocaram Fernando Miguel para trabalhar. Logo depois, aos 50, o artilheiro do Brasileirão tabelou com a joia do Celeiro e, de canhota, mandou no canto. Desta vez, sem chance de defesa. Vitória de 2 a 0 garantida, bem como a liderança do país.

Publicidade

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.