Inter empata com o Olímpia no Paraguai pelas oitavas da Libertadores - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Daniel foi o melhor em campo - Foto: Ricardo Duarte/Inter

Inter empata com o Olímpia no Paraguai pelas oitavas da Libertadores

Com o resultado, o Inter precisa vencer o Olímpia no Beira-Rio no jogo da volta para avançar na competição

Publicidade

O Internacional visitou o Olimpia-PAR, na noite desta quinta-feira (15/07), para a disputa da partida de ida das oitavas de final da Libertadores da América. O confronto continental, que teve como palco o Estádio Manuel Ferreira, foi encerrado com empate sem gols, resultado que obriga o Inter a vencer a volta para avançar no tempo normal.

Antes de decidir vaga nas quartas de final da América, o Inter volta suas atenções ao Brasileirão. No próximo domingo (18/07), às 20h30, o Clube do Povo recebe o Juventude em partida da 12ª rodada nacional. O reencontro com o Olimpia-PAR ocorre na próxima quinta (22/07), às 21h30, no Gigante.

Publicidade

De início truncado, o confronto custou para presenciar quantidade considerável de espaços nos ataques de Inter ou Olimpia-PAR. De parte dos paraguaios, as primeiras oportunidades surgiram em arremates, sobretudo de Isidro Pitta, desferidos sem grande perigo, enquanto o Inter abriu o jogo explorando a precisão de Edenilson nas bolas paradas.

Primeira equipe a armar verdadeira pressão sobre o adversário, o Inter assustou com seguidos escapes de Caio Vidal na casa dos 30 minutos. Pela direita, em rebote frontal e também após arranque pelo corredor esquerdo, o camisa 47 do Clube do Povo sobrecarregou a defesa paraguaia, que contou com intervenções providenciais de Aguilar para não ser vazada.

Publicidade

Atingida a casa dos 40 minutos, o jogo trocou de lado. Forte pelo corredor esquerdo, ocupado por Derlis González e Iván Torres, o Olimpia armou incursões bastante verticais nos instantes que antecederam a chegada do intervalo. Foi então que Daniel brilhou com milagres que mantiveram o placar zerado até o apito final.

Se faltaram em dado momento do primeiro tempo, as chances sobraram na etapa final – para os dois lados. Logo aos quatro, Yuri fez grande jogada pela esquerda, mas teve sua assistência cortada por Alcaraz. Pouco depois, Recalde, em cabeceio preciso, exigiu milagre de Daniel. Quem também assustou por cima foi Caio, que quase completou para as redes bom cruzamento de Patrick.

Apesar da quantidade considerável de chances criadas pelos dois lados, ninguém alterou o placar até o encerramento da partida. Confirmado como placar final, o 0 a 0 impede classificação colorada no tempo normal em caso de novo empate no Beira-Rio. Se não contar com gols, o jogo segue até os pênaltis, enquanto igualdade com tentos garante vaga paraguaia, visto que a Libertadores conta com saldo qualificado.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.