Inter é eliminado da Copa do Brasil nos pênaltis - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Gol nos acréscimos - Foto: Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

Inter é eliminado da Copa do Brasil nos pênaltis

Gol de Yuri Alberto no último lance da partida levou a decisão para os pênaltis

O Internacional lutou até o final na noite desta quarta-feira (18), em Belo Horizonte, mas não conseguiu alcançar a classificação na Copa do Brasil. O time colorado venceu o América-MG por 1 a 0 no tempo normal, com gol de Yuri Alberto marcado no finalzinho do segundo tempo, e levou a decisão da vaga para os pênaltis. Porém, acabou superado por 6 a 5 e se despediu do torneio. Thiago Galhardo errou a primeira cobrança para o Inter e Uendel perdeu o último depois de encerrada a série de cinco cobranças.

Publicidade

Agora, o foco fica concentrado nas disputas do Brasileirão e da Libertadores. No domingo (22/11), às 18h15, o Inter recebe o Fluminense, no Beira-Rio, pela 22ª rodada do Brasileirão. Na próxima quarta (25/11), começa a decidir com o Boca Juniors, também no Gigante, a vaga às quartas de final da competição continental.

Escalação modificada em BH

O time que começou a partida na capital mineira teve mudanças em relação ao jogo contra o Santos. Moisés retomou a titularidade na lateral esquerda, enquanto Rodrigo Lindoso e D’Alessandro foram as novidades no meio-campo. No ataque, Leandro Fernández foi o substituto de Abel Hernández, lesionado.

Publicidade

Edenilson realizou tratamento intensivo após sofrer uma pancada no joelho no confronto com o Peixe e pôde atuar desde o início. Já o artilheiro Thiago Galhardo – que esteve em Montevidéu com a Seleção Brasileira que enfrentou o Uruguai, na terça à noite, pelas Eliminatórias da Copa de 2022 – se juntou à delegação colorada nesta quarta e reforçou o time de Abel Braga. Nonato, Patrick e o goleiro Daniel, diagnosticados com Covid-19, e Mauricio, impossibilitado de atuar por já ter defendido o Cruzeiro na Copa do Brasil, foram os desfalques.

Inter sofre com o ferrolho mineiro

Disputado sob chuva intensa, o primeiro tempo foi de pouca inspiração no plano ofensivo. O Inter tentou pressionar, mantendo a posse de bola e trocando passes no campo de ataque na busca pela penetração na área, mas a forte marcação imposta pelo time mineiro dificultou o sucesso das investidas. Por outro lado, também não foi ameaçado pelos donos da casa.

Gol aos 49min leva decisão para os pênaltis

A partida recomeçou com o mesmo panorama: o Inter girava a bola no campo de ataque sem conseguir a finalização diante de um América-MG disposto apenas a se defender. Abel Braga promoveu mudanças ao longo da etapa, colocando Yuri Alberto, o atacante Caio Vidal, oriundo do time Sub-20, Uendel e Praxedes em campo.

O Colorado tentou até os minutos finais o gol que levaria a decisão da vaga para os pênaltis, e ele nasceu no apagar das luzes, aos 49min, com Yuri Alberto. Nas cobranças de penalidades máximas, no entanto, o América-MG errou uma cobrança, enquanto o Inter deixou de converter duas vezes, uma na primeira série de cinco e outra nos chutes alternados.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.