Inter deixa escapar a vitória sobre o São Paulo - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí

Inter deixa escapar a vitória sobre o São Paulo

Foi um jogo dramático, amplamente dominado pelo Internacional, mas que acabou empatado em 1 a 1 com o São Paulo, na tarde deste domingo, no Beira-Rio. O time colorado saiu atrás no placar, em um pênalti inexistente marcado no primeiro tempo. Na etapa final, o Colorado foi com tudo em busca do empate e igualou com Ernando. Aos 45min, a chance da virada escapou, em uma cobrança de pênalti que foi desperdiçada. O Inter, 15º colocado, com 23 pontos, volta a campo no próximo domingo (28/8) para enfrentar o Sport-PE, no Recife. A pontuação do time é de Z4, mesma pontuação do Cruzeiro e Vitória, levando a melhor nos critérios de desempate.

Inter cria melhores chances

Publicidade

O jogo começou com equilíbrio de ações. Ambos os times marcavam com intensidade, deixando a disputa pela bola concentrada no meio-campo. Aos poucos, o Inter se impôs e passou a ter mais volume ofensivo, criando chances claras na frente. Além disso, tinha consistência defensiva e mantinha o adverário controlado.

Aos 15min, Seijas chutou cruzado da esquerda, o goleiro espalmou e Fabinho, no rebote, mandou por cima do gol. Aos 19min, foi a vez de Nico López arriscar de fora da área, em chute rasteiro que saiu à esquerda da meta são-paulina. Aos 30min, Cueva disparou uma bomba e Danilo Fernandes, de volta à titularidade, defendeu com segurança no centro do gol.

Pênalti injusto

Publicidade

Aos 34min, a bola ficou pipocando na área colorada após cobrança de falta e Hudson acabou caindo após dividida com Paulão. O árbitro marcou pênalti, apesar de Hudson estar em posição de impedimento na origem do lance. Cueva cobrou e converteu para o São Paulo. Um gol injusto, dado o panorama da partida até então.

Aos 45min, a arbitragem deixou de marcar um pênalti claro para o Inter. Valdívia foi agarrado por dois marcadores e não conseguiu saltar para o cabeceio. Pouco depois, Paulão ficou de frente para o gol, mas o chute carimbou o zagueiro Maycon.

Pressão colorada

No intervalo, Ariel entrou na vaga de Nico López. E o time voltou com todo o gás na busca pelo empate. Aos 5min, Artur cruzou e Sasha cabeceou com perigo por cima do travessão. Aos 9min, um verdadeiro bombardeiro colorado: Ariel disparou um chute à queima-roupa que Dênis defendeu. Logo depois, Paulão chutou em cima do goleiro, em nova oportunidade. A mais incrível, porém, veio na sequência, quando Sasha cabeceou, Dênis espalmou e Seijas soltou uma bomba que acertou o travessão. A bola teimava em não entrar!

O Tricolor Paulista apenas se defendia, com praticamente todos os jogadores atrás da linha da bola quando era ameaçado. Aos 18min, William entrou no lugar de Sasha para atuar como meia. Aos 25min, Paulão pegou a sobra após cobrança de escanteio e concluiu à esquerda, pela linha de fundo. Aos 31min, a última substituição: Andrigo ingressou no lugar de Ceará e, assim, William passou a desempenhar a função de lateral-direito.

Ernando empata de cabeça

Aos 38min, mais um lance inacreditável: Seijas arrancou em velocidade e tocou para Ariel, que passou pelo goleiro e só não fez o gol porque Mena cortou na última hora para escanteio. Mas o Inter foi valente. Aos 40min, Seijas alçou na área e Ernando cabeceou no cantinho direito para empatar o clássico brasileiro. 1 a 1!

Pênalti desperdiçado no finalzinho

Aos 45min, o estreante Eduardo Henrique invadiu a área e foi derrubado por Buffarini. Pênalti! Valdívia cobrou forte, mas a bola foi para fora. O duelo ficou mesmo no 1 a 1.

Ficha técnica:

Internacional (1): Danilo Fernandes; Ceará (Andrigo, aos 31min do 2º tempo), Paulão, Ernando e Artur; Fabinho, Eduardo Henrique, Seijas e Valdívia; Eduardo Sasha (William, aos 18min do 2º tempo) e Nico López (Ariel, no intervalo). Técnico: Celso Roth.

São Paulo (1): Dênis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; João Schmidt, Hudson (Gilberto), Kelvin (Wesley), Michel Bastos (Carlinhos) e Cueva; Chávez. Técnico: Ricardo Gomes.

Gols: Cueva (S), de pênalti, aos 36min do primeiro tempo, Ernando (I), aos 40min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Paulão (I); Cueva (S).

Pagantes: 23.079.
Menores: 1.479.
Não pagantes: 1.572
Público total: 26.130.
Renda: R$ 595.210,00.

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Junior, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (trio pernambucano).

Local: Beira-Rio.

Fonte: Inter

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.