Integrantes da Comissão de Moradores regularizam casas na Granja - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Toninho assinou o contrato na última quarta - Fotos: Divulgação

Integrantes da Comissão de Moradores regularizam casas na Granja

Dois integrantes efetuaram a compra nos últimos dias e aproveitaram as condições diferenciadas homologadas pela Justiça

Cachoeirinha – Nos últimos dias, dois integrantes da Comissão de Moradores da Granja Esperança fizeram a regularização de suas casas aproveitando as condições diferenciadas aprovadas em assembleia geral selando um acordo com a Habitasul. O imóveis podem ser regularizados com descontos que superam os 50% e ainda podem ser pagos em um financiamento de 15 anos independentemente de a pessoa estar ou não inscrita em cadastros de proteção ao crédito.

Publicidade

Um dos integrantes da comissão, Antônio Edir Brendel, é um dos primeiros ocupantes do loteamento. Ele recorda que durante 33 anos, completados em abril, ocorreram muitas tentativas para a compra dos imóveis, mas o preço sempre ficou fora da realidade que todos entendiam ser a mais justa.

“A luta foi longa e finalmente agora eu posso dizer que a casa é minha. Nós sempre defendemos que o preço tinha que ser o mais justo para os trabalhadores e não valores exorbitantes que queriam cobrar”, afirma. Nas idas e vindas das negociações, recorda, de quatro em quatro anos, sempre em época eleitoral, a regularização vinha à tona sem que nada de concreto acontecesse.

“Sempre foi assim. Muitos políticos fizeram promessas e diziam que estavam do nosso lado, mas não participavam ativamente. Apenas falavam que o gabinete estava à disposição. Isso não é ajudar. Tinha era que estar aqui do lado dos moradores lutando”, salienta Toninho, como é conhecido no bairro. Ele assinou o contrato esta semana ao lado da esposa Vera Eloi Souza.

Publicidade
João e esposa também regularizaram

Outro integrante da comissão que fez a regularização é o autônomo João Diego Dias Costa, 38 anos. Ao lado da esposa, Maria Raquel Lima de Sena, ele assinou o contrato no último dia 9 de outubro. A família da esposa, conta, mora há quase três décadas na Granja e a preocupação de perder o imóvel sempre esteve presente.

“Com certeza foi uma vitória e isto nos deixa mais tranquilos. Conseguimos ajustar o que precisava e agora fizemos a compra e estamos no processo da legalização. A gente dorme mais tranquilo”, afirma.

O prazo para a regularização judicial dos imóveis, definido pela Justiça ao homologar o acordo entre moradores e Habitasul, foi de 180 dias. Não fosse as suspensões dos prazos processuais por conta da pandemia, ele teria terminado em setembro. Advogados da Habitasul e moradores calcularam o novo período e concluíram que a regularização poderá ser feita até 7 de março. Com as suspensões, os moradores ganharam praticamente o dobro do tempo para a regularização e não há indicativos de que esse prazo poderá ser prorrogado pela justiça.

CORRETORES ATENDEM PELO WHATS

Para tirarem dúvidas e fazerem simulações do pagamento, os moradores não precisam ir até nas imobiliárias dos dois corretores nomeados pela justiça. Ambos estão atendendo pelo whatsApp.

Para falar com eles, basta clicar sobre o número do telefone abaixo. É necessário ter o whatsApp instalado no seu celular para ele abrir automaticamente.

OS VALORES DOS IMÓVEIS

1 dormitório

  • Entrada de R$ 4.670,00 parcelada em 12 vezes de R$ 389,17
  • Valor a ser financiado: R$ 42.030,00
  • Total: R$ 46.700,00
  • Prazo (até) 15 anos
  • Juros ao ano: 6%
  • Valor para a compra à vista: R$ 42.000,00

2 dormitórios

  • Entrada de R$ 5.560,00 parcelada em 12 vezes de R$ 463,33
  • Valor a ser financiado: R$ 50.040,00
  • Total: R$ 55.600,00
  • Prazo (até) 15 anos
  • Juros ao ano: 6%
  • Valor para a compra à vista: R$ 50.000,00

3 dormitórios

Publicidade
  • Entrada de R$ 6.120,00 parcelada em 12 vezes de R$ 510,00
  • Valor a ser financiado: R$ 55.080,00
  • Total: R$ 61.200,00
  • Prazo (até) 15 anos
  • Juros ao ano: 6%
  • Valor para a compra à vista: R$ 55.000,00
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.