Gravataí zera fila de espera para atendimentos de neurologia pediátrica - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
A fila foi zerada depois de um mutirão dos médicos - Foto:Divulgação/PMG

Gravataí zera fila de espera para atendimentos de neurologia pediátrica

Profissionais do Centro Municipal de Saúde fizeram mutirão para atender demanda acumulada

Gravataí – O esforço para dar um atendimento de qualidade tem sido visto em todos os serviço de saúde do município. Mantido pela Prefeitura de Gravataí, o Centro Municipal de Saúde (CMS), por meio dos seus dois profissionais de neurologia pediátrica, conseguiu zerar a fila de espera para consultas. Com um acumulado de dois anos, existiam mais de 200 crianças esperando por um atendimento.

Publicidade

O médico Rogério Pezzi Koeche, atuante no município há mais de 10 anos, lembrou que é necessário encaminhamento do médico da unidade Básica de Saúde (UBS), de Saúde da Família (USF) ou Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para consultar no CMS. “Nesses locais é feita a avaliação inicial do pediatra e então a solicitação vai para a central de consultas”.

Bruna de Jesus Cunha da Silva, neurologista pediátrica que atuava no município, contou como foi o esforço para acabar com a fila de espera. “Nós chegamos a atender 18 pacientes no mesmo dia. No início foi cansativo, mas me deram todo o aparato necessário. Atendemos da melhor maneira possível e as mães saíram agradecidas”.

Encaminhamentos durante a consulta

Publicidade

Além do atendimento com o neurologista, os pacientes já saem das consultas com exames e retorno marcados. “Aquelas crianças que precisam de atendimento direto, eles já marcam o exame aqui mesmo. Elas podem fazer tomografia, eletrocardiograma, exames de sangue, entre outros”, explica Rogério. O Centro também tem convênio com as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), para crianças com necessidades específicas.

Bruna atribuiu o sucesso nos atendimento a toda a estrutura do CMS. “O prédio está em uma boa localização, o que é importante para o paciente. Também oferecemos acesso a 90% dos exames, a quase todos os medicamentos necessários e fazemos os encaminhamentos para órtese, prótese, fisioterapia e outros serviços”.

Publicidade

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.