Garçom de pizzaria suspeito de abusar de criança em Gravataí é preso em flagrante - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí

Garçom de pizzaria suspeito de abusar de criança em Gravataí é preso em flagrante

O caso teria ocorrido durante um jantar de família, em uma pizzaria que fica na rua Barbosa Filho, na região da parada 79.

Publicidade

Gravataí – Um funcionário de uma pizzaria foi preso pela Brigada Militar em flagrante suspeito de abusar sexualmente de uma criança, na noite deste domingo (11) em Gravataí. O caso teria ocorrido durante um jantar de família, em uma pizzaria que fica na rua Barbosa Filho, na região da parada 79.

O homem, de 23 anos, foi acusado de ter abusado sexualmente de uma criança de 09 no banheiro do estabelecimento comercial. Segundo informações da mãe do menino de 09 anos para a Brigada Militar. ele estava com um amigo, de 11 anos quando o homem, de 23 anos que é garçom da pizzaria teria entrado no local, e teria baixado a calça do menino e teria passado a boca e a mão nas partes íntima da criança. O caso foi descoberto, assim que eles saíram do local e contaram o que havia ocorrido dentro do banheiro.

Publicidade

Ao saberem do abuso, os pais da criança informaram ao gerente do estabelecimento comercial. Imediatamente, o gerente mostrou as imagens da câmera na entrada do banheiro, sendo possível ver o funcionário do estabelecimento entrando no banheiro juntamente com as crianças e permanecendo por lá por alguns minutos. Após saber do fato pelo gerente, o suspeito, que não possuía antecedentes criminais, fugiu do local e foi capturado pelos policiais militares no centro da cidade. Ao ser abordado pelos os brigadianos, ele informou que estava indo se apresentar na delegacia e que apenas havia jogado água nelas, já que elas haviam sujado o banheiro.

O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde o delegado plantonista registrou a ocorrência como flagrante. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar a família, que é da Capital. O caso será investigado pela delegada da DEAM, Fernanda Generali.

Publicidade

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.