Filme sobre violência doméstica é exibido na escola Suely Silveira Soares – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Combatendo a violência escolar -Foto: SMED/Divulgação

Filme sobre violência doméstica é exibido na escola Suely Silveira Soares

“Hoje Ganhei Flores”, de Jakinha Santarém, foi apresentado no ginásio da instituição

Publicidade

Gravataí – Com objetivo de promover uma reflexão sobre a temática da violência doméstica, na noite da última terça-feira (7), a comunidade da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Suely Silveira Soares foi contemplada com a exibição do filme “Hoje Ganhei Flores”, de Jakinha Santarém.

Publicidade
Publicidade

Antes de se tornar uma obra audiovisual, o projeto foi apresentado como peça de teatro, em 2014. A criação do filme iniciou em 2021, de forma totalmente independente. Diversos atores se juntaram sem receber nenhum valor em troca da filmagem.

Publicidade

A secretária da Educação Aurelise Braun foi representada por servidores da Smed, que ressaltaram a gratidão pela oportunidade de exibir este importante filme, que ilustra a realidade de muitas mulheres. Também destacaram a necessidade de abordar o tema dentro das escolas, para conscientização das crianças e da sociedade.

Segundo a diretora do filme Jakinha Santarém, que estava presente no evento, a exibição do filme é uma forma de alertar as crianças e os adolescentes.

Publicidade

“A apresentação do filme foi importante, pois pode orientar as crianças desde pequenas a jamais agredir uma mulher. Foi muito legal escutar de algumas alunas ‘eu nunca vou deixar um homem fazer isso comigo’, é uma forma de alertar”, relatou Jakinha.

Violência doméstica

De acordo com o art. 5º da Lei Maria da Penha, violência doméstica e familiar contra a mulher é “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”.

A Prefeitura de Gravataí oferece, por meio do Centro de Referência da Mulher, a Casa Lilás, um serviço de acolhimento e acompanhamento multidisciplinar (social, psicológico e de orientação jurídica) às mulheres vítimas de violência doméstica. O espaço fica localizado na rua Heitor de Jesus, 232, no Centro.

Além disso, o prefeito Luiz Zaffalon anunciou, no final de outubro, a criação da Secretaria da Mulher e dos Direitos Humanos. O objetivo é construir uma cidade cada vez mais consciente e que esteja atenta e preparada para atender as demandas das mulheres.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.