Festas juninas e julinas com a saúde bucal em dia – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Integração entre os grupos - Foto: Arquivo/oreporter.net

Festas juninas e julinas com a saúde bucal em dia

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) alerta sobre cuidados bucais indispensáveis para curtir as festas sem culpa

As comidas e bebidas típicas das festas juninas e julinas costumam ser uma tentação. Quitutes como pé-de-moleque, doces de amendoim, abóbora, batata doce, cuscuz e bolo de milho atraem crianças e adultos. Mas, é importante saber que o consumo excessivo dessas guloseimas pode interferir na saúde bucal. 

Publicidade

Por isso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) traz orientações e sugestões para aproveitar todas as delícias dessas festas tão tradicionais, sem causar qualquer prejuízo à saúde bucal. Confira:

Publicidade

As comidas típicas


Certos alimentos como paçoca, pé de moleque, amendoim doce, entre outros, contêm muito açúcar, um agente altamente cariogênico. Dessa forma é necessário manter a moderação no consumo, além de sempre uma boa higienização. “A consistência desses alimentos e a frequência de consumo são fatores que contribuem para potencializar o efeito cariogênico do açúcar. Portanto, o recomendado é que os doces sejam consumidos com disciplina”, alerta a cirurgiã-dentista e presidente da Comissão de Ética do CROSP, Sofia Takeda Uemura.

Publicidade

Entre os problemas causados pela ingestão excessiva do açúcar está a cárie, que leva a destruição dos tecidos mineralizados do dente E que só pode ser tratada em consulta com o(a) cirurgião(ã)-dentista. Para evitá-la, além de visitas periódicas ao profissional, a recomendação é escovar os dentes, após o consumo dos alimentos.

Vale destacar que a cárie, se não tratada, pode evoluir para um problema mais sério e, em casos extremos, resultar na perda do dente. “Com medidas simples de prevenção, todo esse transtorno pode ser evitado e por isso enfatizamos a importância das consultas odontológicas e higienização correta”, aponta a cirurgiã-dentista.

Para quem utiliza aparelhos ortodônticos, a cautela deve ser maior durante as festas. Alimentos como maçã do amor, milho verde na espiga e pé de moleque podem soltar os bráquetes ou quebrar outros componentes dos aparelhos fixos. Além disso, por sua consistência, esses alimentos podem aderir aos componentes do aparelho, exigindo uma higiene ainda mais cuidadosa.

As bebidas
O álcool presente em algumas das bebidas típicas dessas festas também traz riscos para a saúde bucal. O álcool interfere na produção de saliva, aumentando a possibilidade de acúmulo de placa bacteriana e isso pode levar a halitose (mau hálito) e, portanto, a recomendação é de que o consumo seja moderado. A ingestão frequente do álcool também é um fator de risco para o desenvolvimento de câncer bucal. Para evitar todos esses transtornos, a recomendação principal é fazer a higiene bucal completa, com uso de fio dental e escovação com creme dental fluoretado, após a ingestão dessas bebidas.

Dica extra:
Mesmo sem consumir esses alimentos e bebidas, a escovação principalmente antes de dormir é um dos segredos para manter sempre a boca saudável: “A higiene noturna (com fio dental, escova e dentifrício fluoretado) é muito importante em qualquer época do ano, pois durante esse período há diminuição do fluxo salivar, que é importante para a autolimpeza e restabelecimento do pH bucal, contribuindo para saúde bucal”, aponta Sofia.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.