Facensa ajuda quem tem dúvidas para fazer a declaração do IR - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Fazenda faz parte de programa da Receita - Foto: Google Street View

Facensa ajuda quem tem dúvidas para fazer a declaração do IR

O Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) da Facensa, em Gravataí, vai ajudar quem precisa fazer a declaração do imposto de renda 2018 e tem dúvidas. Os serviços de orientação são gratuitos e iniciam nesta quinta-feira (15), conforme informações da Receita Federal, e vão até o final de abril.

A Facensa, localizada na rua Dr. Luís Bastos do Prado, 2122, vai fazer atendimentos aos sábados e nas quintas. Durante o mês de março, os atendimentos acontecerão nos dias 17, 22 e 24. Já em abril, serão nos dias 5, 7, 12, 14, 19, 26 e 28. Nas quintas, o atendimento é das 17h30min às 18h30min e nos sábados, das 9h às 12h.

Publicidade

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2018 vai até 30 de abril. Está obrigado a fazer a declaração toda a pessoa que em 2017 tenha recebido rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70, mesmo valor do ano passado.

São considerados rendimentos tributáveis, por exemplo, salário, 13º e horas extras. Os aposentados também se enquadram, uma vez que a aposentadoria é tributável. Quem aluga imóveis também cai na regra, assim como prestadores de serviços.

Em relação à atividade rural, o contribuinte que obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 no ano passado, deve fazer a declaração. Este ano, a Receita fez algumas mudanças acrescentando, por exemplo, campos para o detalhamento de bens móveis (veja tabela ao lado).

Publicidade

Também fica obrigado a preencher a declaração quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil. Indenizações diversas, como as trabalhistas, pensões, seguros e heranças, entre outros, caem nesta regra. O contribuinte que obteve ganho de capital na venda de bens ou direitos (vendeu por valor acima do adquirido), sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, deve informar a Receita.

Quem vendeu uma casa, por exemplo, deve declarar, mas fica isento de tributação, se comprou outra utilizando o valor ganho a mais. Essa compra, contudo, deve ter sido efetuada num prazo máximo de 180 dias, a contar da data da venda.

Quem deixar de fazer a declaração dentro do prazo terá que pagar uma multa de 1% do imposto devido por mês de atraso até 20% do total ou de R$ 165,74, prevalecendo o de maior valor. Então, mesmo perdendo o prazo, a pessoa física continua obrigada a entregar a declaração.

Também está obrigado a acertar as contas com o Leão, mesmo que isento do pagamento do Imposto de Renda, todas as pessoas que têm CNPJ ou MEI, independente do porte da empresa ou se é um sócio com apenas 1% de participação, algo muito comum em empresas LTDAs.

Mesmo que não esteja obrigada, qualquer pessoa física que tenha dito Imposto de Renda retido na fonte em 2017, vai precisar fazer a declaração para poder receber a restituição do desconto efetuado. Isto ocorre, por exemplo, com o trabalhador que em determinado mês acabou tendo rendimentos na empresa que provocaram o desconto no salário.

O que é o NAF?

O NAF é um projeto desenvolvido pela Receita Federal que tem por objetivo promover uma maior interação entre a Receita Federal, as Insstituições de Ensino Superior e a sociedade, propiciando, por meio da cooperação mútua, a qualificação de futuros profissionais dos Cursos de Ciências Contábeis e de Comércio Exterior e a prestação de serviços fiscais aos contribuintes hipossuficientes, bem como às microempresas, aos microempreendedores individuais e às entidades sem fins lucrativos. A iniciativa completará 7 anos em abril e nos últimos anos vem ajudando diversos contribuintes a declararem seu imposto de renda.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.