Dono da Havan fala em abrir loja em Cachoeirinha - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Cachoeirinha ficará entre duas lojas - Foto: Divulgação

Dono da Havan fala em abrir loja em Cachoeirinha

Empreendimento, contudo, não deverá sair já que a empresa vai abrir uma megaloja quase na frente da Fiergs

Cachoeirinha – Desde que a Havan anunciou investimentos no Rio Grande do Sul para abrir pelo menos 10 lojas até o final do ano, Cachoeirinha se candidatou a ter uma, mas a proposta não avançou. Depois da confirmação do empreendimento na RS-118 em Gravataí, Luciano Hang já anunciou que terá uma megaloja na Zona Norte de Porto Alegre.

A estrutura será erguida quase na frente da Fiergs, na Assis Brasil, sentido bairro/centro, num investimento projetado em R$ 35 milhõoes, tirando praticamente de Cachoeirinha a possibilidade de contar com uma filial. Na última quinta-feira (8), o empresário esteve em Porto Alegre visitando a área.

Luciano Hang gravou um vídeo com a vice-presidente do PSL de Cachoeirinha, Rosemary de Paula, e abriu a gravação dizendo que “quero sim colocar loja em Cachoeirinha, em Gravataí e em todas as cidades, se possível, do Rio Grande do Sul”.

No vídeo abaixo, Luciano não deixa de falar sobre política:

Cachoeirinha apresentou duas áreas

Rosemary ressalta que seria muito bom para a cidade, mas diz acreditar que a proximidade da megaloja na Assis Brasil inviabiliza o investimento.

A Prefeitura, revela o secretário de Planejamento e Captação de Recursos, Elvis Valcarenghi, fez os esforços possíveis para tentar atrair uma Havan. Duas áreas foram apresentadas para a equipe da rede de lojas.

Uma delas é de um fundo de investimentos e era da Souza Cruz. A Havan poderia ter duas frentes: uma para a RS-118 e outra para a Frederico Ritter, se beneficiando ainda do prolongamento da Estrada dos Caetanos.

A outra área disponível, já que a empresa precisa de um grande espaço, está no Mato do Júlio. A negociação, contudo, seria complicada já que seria necessário buscar um acordo com herdeiros e resolver a dívida existente com a prefeitura, sem falar nas questões burocráticas do licenciamento ambiental.

“Eu não conheço o plano de negócios da Havan. Não sei se a distância entre uma e outra loja influencia na decisão da empresa. Nós fizemos todos os esforços possíveis, apresentamos áreas e enviamos todos os dados necessários para uma avaliação. O prefeito, inclusive conversou com o empresário Luciano Hang”, diz Valcarenghi.

ATUALIZADA – 12/08/2019 – 18h17min – corrigida a localização da loja

Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.