Dom João Becker está com todos os leitos ocupados - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Capacidade está esgotada - Foto: Divulgação

Dom João Becker está com todos os leitos ocupados

Situação é crítica conforme nota da Santa Casa de Misericórdia

Gravataí – O Hospital Dom João Becker, em Gravataí, administrado pela Santa Casa de Misericórdia, atingiu a lotação máxima dos leitos colocados à disposição para o tratamento de pacientes com Covid-19.

Publicidade

Os 10 leitos abertos nesta segunda-feira (1) foram todos ocupados em poucas horas. Já os 65 leitos clínicos também estão todos ocupados.

Confira a nota divulgada pela Santa Casa:

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, diante da crítica situação atual do combate à pandemia no Rio Grande do Sul, vem dar conhecimento público de que está no limiar da sua máxima capacidade de assistência aos pacientes infectados com o coronavírus, internados em suas instalações.

Publicidade

Em nossos hospitais, em Porto Alegre, estamos com os 109 leitos de UTI Covid em plena operação e totalmente ocupados, bem como outros 20 leitos de UTI Covid igualmente preenchidos no Hospital Dom João Becker, em Gravataí, totalizando, assim, 129 leitos de UTI Covid em funcionamento na instituição. Ainda, no que diz respeito aos leitos de internação em enfermaria clínica Covid, todas as nossas 233 acomodações (168 em Porto Alegre e 65 em Gravataí) estão igualmente ocupadas por pacientes infectados com o coronavírus. Ainda, estamos empreendendo esforços derradeiros para nos próximos dias disponibilizarmos mais 15 leitos de UTI Covid na Santa Casa, em Porto Alegre, totalizando, portanto, 144 leitos de UTI Covid colocados à disposição da população, sem mais condições estruturais de novas ampliações.

Salientamos, também, que além da assistência Covid acima referida, a Santa Casa mantém outros 42 leitos de UTI adulto para casos não Covid, procurando, assim, manter a assistência mínima para as urgências e emergências em cardiologia, neurocirurgia, oncologia, transplantes e demais especialidades médicas que também ocorrem em larga escala neste período de pandemia. Igualmente estes leitos hoje encontram-se 100% ocupados.

“Chegamos ao nosso limite assistencial, de recursos humanos e tecnologias, já com estruturas assistenciais em blocos cirúrgicos e salas de recuperação, com a consciência absoluta do papel social que empreendemos e o dever máximo de alcançar a maior segurança possível nos tratamentos”, explica o diretor médico da Santa Casa Antonio Nocchi Kalil.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.