Confusão com o MBL adia votação de relatório de CPI - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Gabriel (D) foi o alvo, segundo denúncia - Foto: Reprodução

Confusão com o MBL adia votação de relatório de CPI

Um integrante do movimento teria sido agredido no corredor que dá acesso ao plenário.

Cachoeirinha – Não foi nesta terça-feira (3) que a Câmara de Vereadores conseguiu terminar a leitura e iniciar a votação do relatório da CPI dos controladores de velocidade. A vereadora Jacqueline Ritter fazia a leitura já há quase meia hora quando o tumulto de formou no lado de fora do Plenário. Alguns vereadores chegaram a ir olhar o que estava acontecendo e o presidente Edison Cordeiro decidiu colocar em votação a suspensão da Sessão, que foi aprovada pela maioria. Ela será retomada na próxima sexta-feira (6), às 10 horas.

Publicidade

A confusão envolveu um integrante do MBL Cachoeirinha, que teria sido agredido. O autor teria sido o filho da vereadora Jussara Caçapava, Paulo Cesar Agliardi, que é CC na Prefeitura. Conforme vídeo postado no Facebook, integrante do MBL afirma que Gabriel Oliveira foi agredido. No site do MBL é dada a informação que foi uma agressão na nuca. Segundo integrantes do movimento, o motivo seria o descontentamento de Paulo com postagens feitas citando o nome de sua mãe. A reportagem entrou em contato com Paulo e devido a compromissos já agendados ele vai se manifestar somente às 15 horas.

Assista ao vídeo da denúncia publicado pelo MBL:

Publicidade

Membro do MBL Gabriel sendo agredido covardemente pelas costas na câmara municipal de vereadores de Cachoeirinha.

Posted by MBL Cachoeirinha on Tuesday, March 3, 2020
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.