Com o retorno da torcida, Inter goleia a Chapecoense por 5 a 2 no Beira-Rio - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Vitória colorada em casa - Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Com o retorno da torcida, Inter goleia a Chapecoense por 5 a 2 no Beira-Rio

Os três pontos conquistados neste domingo levam o Inter aos 36 no Brasileirão

Publicidade

A torcida colorada, que esperou 581 dias para retornar às arquibancadas do Beira-Rio, sequer precisou aguardar um minuto, a partir do apito inicial deste domingo (10), para ver as redes do Gigante novamente balançadas. Em uma atuação maravilhosa, o Clube do Povo atropelou a Chapecoense, em partida da 25ª rodada do Brasileirão, pelo placar de 5 a 2, gols de Taison, Cadorini e Yuri Alberto, este três vezes.

Os três pontos conquistados neste domingo levam o Inter aos 36 no Brasileirão. Sétimo colocado, o Inter está a um ponto do Corinthians, primeira equipe do G6. Embalado pela força da única torcida capaz de recuar as águas de um rio, o Colorado agora volta suas atenções para a próxima quarta-feira (13), quando receberá o América-MG, no Beira-Rio, em partida da 26ª rodada do Brasileirão, marcada para as 21h30.

Publicidade

É o rolo compressor

O Internacional deu show nos primeiros 45 minutos de seu reencontro com a Maior e Melhor Torcida do Rio Grande! Apoiado pelo povo que tomou as arquibancadas do Beira-Rio, o Colorado evocou, desde o apito inicial, as memórias do Rolo Compressor, insaciável por balançar as redes adversárias – o que não demorou para acontecer. Logo no instante de abertura do confronto, Yuri ficou com a sobra de milagre de João Paulo, em lance que ainda contara com bola de Mauricio na trave, para abrir a conta no número 891 da Padre Cacique.

Publicidade

O Inter tem um cara que é a cara do Clube que é do povo. Sem atuar para a torcida colorada desde o confronto que nos consagrou Bi da América, Taison merecia um gol. O que fez, porém, mais pareceu uma pintura. Na direita da grande área, o 10 recebeu grande cruzamento de Patrick, dominou ganhando ângulo e soltou a bomba. No limite da meta, ao lado do poste, a bola explodiu na rede. Com ela, o Beira-Rio foi junto.

O segundo gol não satisfazia as ambições do Inter. Com espaço pela direita, o time de Aguirre seguiu levando perigo a partir das triangulações de Saravia e Mauricio, sempre acionados com precisão por Taison e Dourado. Yuri, intenso entre os zagueiros, não oferecia descanso à retaguarda adversária, que estonteada sobreviveu sem sofrer novos tentos até os 36, quando os artilheiros voltaram a brilhar.

Em velocidade, Taison costurou pelo centro e chegou às cercanias da área alviverde. Preciso, o 10 viu Yuri Alberto entre os zagueiros e serviu no instante exato. Artilheiro, o 11 girou com estilo antes de finalizar na saída do goleiro. Golaço, logo sucedido pelo quarto colorado, terceiro de Yuri, que concluiu jogada iniciada em drible estonteante de Moisés. Nos acréscimos, o atacante voltaria a balançar as redes, mas em lance anulado após consulta do árbitro ao VAR.

Goleada confirmada

O Inter retornou dos vestiários com novidades. Heitor, Boschilia e o estreante Cadorini foram alçados a campo por Aguirre, deixado o Clube do Povo mais simpático às bolas cruzadas. Na primeira que venceu por cima, aos sete, o atacante parou em João Paulo, que defendeu em dois tempos. Depois, contudo, não existiu o que ser feito. Da esquerda, Heitor cobrou escanteio fechado, que o camisa 18 testou com força para as redes. Clube do Povo? Cinco!

Confortável em campo, o Inter passou a administrar o folgado resultado, ao passo que a Chapecoense, visivelmente indignada com o amplo escore ostentado pelo Clube do Povo, se jogou para o ataque. A postura rendeu aos visitantes dois gols, anotados por Mike, mas insuficientes para impedir a consagração do reencontro de time e torcida. Nos braços de sua gente, o Colorado atropelava por 5 a 2.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.