Colorado goleia e vai à final do segundo turno do Gauchão - oreporter.net - Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Com quatro gols, o Inter venceu o Esportivo - Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Colorado goleia e vai à final do segundo turno do Gauchão

O Inter venceu em casa, o Esportivo por 4×0

De volta ao Gigante após quase cinco meses de distância, o Inter demonstrou, neste domingo (02), a importância de se estar em casa. Diante do Esportivo, o Clube do Povo abriu o placar da semifinal do segundo turno estadual logo aos 40 segundos de jogo, e manteve a aplicação ofensiva ao longo de todo o confronto para conquistar gigante triunfo por 4 a 0.

Publicidade

Anotados por Thiago Galhardo, Marcos Guilherme, Paolo Guerrero e Boschilia, os gols alvirrubros garantiram vaga na decisão da Taça Francisco Novelletto Neto, que será disputada, na próxima quarta-feira (05/08), contra o Grêmio. Como de costume, a vitória deste domingo passou Maior e Melhor Torcida do Rio Grande, que teve sua paixão devidamente representada nas arquibancadas do Beira-Rio.

Em homenagem aos colorados e coloradas que, devido à pandemia, estiveram fisicamente distantes do Gigante, o Clube promoveu uma série de iniciativas que criaram verdadeiro clima de jogo nas arquibancadas de nossa casa, entre elas um belíssimo mural de 140m de comprimento por 25m de largura. Ao mesmo tempo, os corredores internos do número 891 da Padre Cacique sediaram rígido protocolo organizado para garantir a segurança de todos os profissionais envolvidos no duelo entre Inter e Esportivo.

Piscou? Perdeu!

Publicidade

A saudade de atuar no Beira-Rio era grande, e o Inter fez questão de deixar isso claro antes mesmo de ser completada a primeira volta do cronômetro. Aos 40 segundos de partida, Saravia cobrou lateral no peito de Edenilson. Com exuberante qualidade, o camisa 8 colorado deu linda fatiada na bola, cruzando na segunda trave. A redonda até passou de Guerrero, mas não de Galhardo, que mandou um testaço indefensável para as redes. Gol colorado, o primeiro do camisa 17 alvirrubro no gramado do Gigante, quinto no Gauchão.

O gol colorado perturbou a equipe visitante. Escalado com uma linha de cinco defensores, o Esportivo teve seus planos de ferrolho defensivo frustrados logo cedo, e custou a se reencontrar dentro de campo. Mortal, o Clube do Povo tirou proveito da desatenção serrana e, apostando na força de seu flanco direito, ampliou, aos 11, com Marcos Guilherme, em lindo chute de fora da área. Apenas três minutos depois, Galhardo, de grande atuação neste domingo, desarmou João Pedro na intermediária ofensiva, invadiu a grande área e cruzou, rasteiro, para Paolo Guerrero, que fez o terceiro e último de uma etapa inicial marcada por exibição maiúscula, intensa e veloz do Internacional.

Grupo forte e entrosado

A vantagem folgada no marcador deu segurança para Coudet promover mudanças na equipe colorada, que vive o início de uma maratona de partidas válidas por distintas competições. Na volta do intervalo, D’Alessandro, Zé Gabriel e William Pottker apareceram como novidades, mudando a dinâmica da equipe, mas mantendo o mesmo nível visto na etapa inicial. Pouco depois, quem entrou foi Patrick, substituição logo acompanhada pelo quarto gol do Clube do Povo, marcado por Boschilia que, em chute forte, completou veloz contra-ataque puxado exatamente por D’Ale, Pottker e Pantera.

Publicidade
Compartilhe essa notícia
error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.