Cavalgadas solidárias de 20 de Setembro encerram a Semana Farroupilha – oreporter.net – Notícias de Cachoeirinha e Gravataí
Cavalgada Solidária -Foto: Ascom/ Sedac

Cavalgadas solidárias de 20 de Setembro encerram a Semana Farroupilha

Nesta ano, o desfile de 20 de Setembro foi substituído por cavalgadas solidárias que, no percurso, arrecadaram doações 

Publicidade

O tradicional desfile de 20 de Setembro, que celebra o início da Revolução Farroupilha e o orgulho gaúcho, foi substituído por cavalgadas solidárias em Porto Alegre nesta quarta-feira. Em decorrência das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul neste mês, as cavalgadas foram organizadas para arrecadar materiais e ajudar as vítimas das inundações.

Publicidade
Publicidade

O evento, retomado em 2022 após dois anos de pausa devido à pandemia de covid-19, foi realizado de forma atípica em respeito às pessoas que sofreram com as enchentes. Participaram da recepção aos cavaleiros os representantes da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas 2023, do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e da coordenadoria da 1ª Região Tradicionalista (1ª RT).

Publicidade

A presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas 2023 e secretária adjunta de Estado da Cultura, Gabriella Meindrad, ressaltou a importância de somar forças e mostrar a solidariedade do povo gaúcho. “As cavalgadas solidárias percorrem todo o Rio Grande do Sul, numa parceria do governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura, com a Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas e o Movimento Tradicionalista Gaúcho, para que possamos mobilizar as pessoas neste momento de extrema necessidade”, explicou.

O coordenador da 1ª Região Tradicionalista, Luiz Henrique Petersen Lamaison, destacou a importância de unir forças e demonstrar a solidariedade do povo gaúcho. “Que esta chama que arde desde o dia 19 de agosto e que percorreu todo o Estado seja símbolo da paz, do amor e da fraternidade entre todos os gaúchos”, disse.

Publicidade

O vice-presidente da Fundação Cultural Gaúcha, Paulo Roberto Matukait, enfatizou a transformação do Dia do Gaúcho em um momento de solidariedade, com as cavalgadas solidárias pelo Estado. “A iniciativa das cavalgadas solidárias foi descentralizada e contou com a participação de vários municípios, demonstrando a união e a solidariedade entre os gaúchos”, pontuou.

Além do Palácio Piratini, que recebeu doações até as 17h, diversos municípios aderiram à iniciativa, demonstrando que as cavalgadas solidárias uniram esforços e promoveram a solidariedade entre os gaúchos. Durante todo o trajeto da cavalgada solidária dos Cavaleiros Estância da Azenha, um caminhão acompanhou o percurso, arrecadando donativos que serão encaminhados à Defesa Civil.

Saiba como fazer doações para as vítimas das enchentes acessando este link.

error: Não autorizamos cópia do nosso conteúdo. Se você gostou, pode compartilhar nas redes sociais.